Comer, Portugal

Restaurante Solar dos Amigos, é provar para crer

17 Setembro, 2015

Sentada num banco tosco do restaurante Solar dos Amigos, ouvi o que nunca pensei ouvir:

“Meia dose dá para quatro pessoas”. Será que ouvi bem? Recebo a confirmação da funcionária do restaurante Solar dos Amigos. Ouvi.

E deu mesmo?… Perguntam vocês. Deu perfeitamente!

restaurante solar dos amigos

E pronto, acho que é assim que o restaurante Solar dos Amigos, que à primeira vista (e à luz da minha visão prática das coisas), até tinha vários motivos para estar condenado ao fracasso – é difícil de encontrar e tem falta de estacionamento – prova exactamente o contrário!

A verdade é que o lugar é um fenómeno tal, que os carros estacionados na berma da estrada quase bloqueiam a passagem naquela pequenina terra de nome Guisado (sugestivo, não?).

Mas ninguém parece muito incomodado com isso e quem ousar aparecer sem reserva durante o fim-de-semana, habilita-se certamente a ficar horas à espera de mesa.

O restaurante Solar dos Amigos já existe há 40 anos e o passa-palavra não costuma enganar. Será até porventura a mais fiável divulgação que existe.

Todo o êxito começa a fazer sentido assim que entramos porta dentro.

Ou aquando do pedido nos avisam que as quantidades são grandes. Nada de escolher uma dose por pessoa. Uma meia dose dá para quatro pessoas, mas isso já devem saber! 🙂

restaurante solar dos amigos

restaurante solar dos amigos

Nós revisitámos este restaurante durante os nossos últimos passeios pela região Oeste de Portugal e gostei de ver que está igual ao que me lembrava.

Grande lareira sempre acesa à entrada e todo aquele ambiente que tem a capacidade de nos transportar de imediato para uma qualquer casa de avós. Daqueles avós que tendem a desaparecer mas acredito, habitam um bocadinho nas memórias de cada um de nós.

A decoração rústica, os cheiros, as cores, os padrões das toalhas, as mesas toscas de madeiras, até os saquinhos do pão em tecido. Ou os motivos equestres que neste caso remetem para o negócio da criação de cavalos pertencente à família da proprietária.

Confesso, normalmente gosto de ambientes bem mais clean mas esta casa tem alma e sorrisos. E eu também gosto muito disso.

restaurante solar dos amigos

solar amigos sala 2

E sim, acredito que muitos miúdos gostem de ver esta espécie de réplica de uma realidade que provavelmente não conheceram, onde a vida era simples, mas feita de união e calor.

Quando uma refeição em família era apenas uma refeição em família.

Sem televisão ligada nem sinal de internet, a roubar o espaço e a importância das conversas ou das boas reuniões familiares.

restaurante solar dos amigos

restaurante solar dos amigos

“Cheira a Inverno, mãe!” disse um dos miúdos.

Sim cheira, filho. Mas também a conforto e a aconchego.

Nós escolhemos ficar logo na primeira sala (a original), a da grande lareira acesa. Para baixo e para os lados, existem outras salas com decoração semelhante, que entretanto foram sendo acrescentadas com o passar dos anos.

E que detêm nomes tão próprios como a Sala do Campino, a Sala do Cavalo ou a Sala do Toureiro. Mas eu continuo a preferir a da entrada, a Sala do Cavaleiro, principalmente em dias frios e cinzentos.

Quanto aos sabores típicos (para condizer com a decoração, pois claro) e apesar do desapontamento inicial, já que as duas nossas primeiras escolhas estavam esgotadas, acabámos por optar pelos secretos de porco preto. Acompanhados com batatas fritas às rodelas, arroz de feijão, migas, feijão preto e salada. Não nos arrependemos.restaurante solar dos amigos

restaurante solar dos amigos

Os grelhados são então as grandes estrelas da casa, entre peixe ou carne, o bacalhau ou as costeletas de novilho, a escolha não é fácil. No forno há polvo e pato. Aos sábados e domingos também há Cozido à Portuguesa.

As entradas são uma perdição para quem gosta de enchidos, pão caseiro, queijo e outros petiscos.

Não há menus infantis e não vi sopa disponível na ementa. Mas acho que as crianças até podem gostar de provar a comida dos grandes, em vez dos hambúrgueres ou nuggets que habitualmente lhes são destinados.

E ainda falta o capítulo das sobremesas. Ora, nós por cá ficámos bem surpreendidos quando na mesa ao lado, vimos um grupo de turistas recusar um tabuleiro cheio de doces, que as sorridentes funcionárias trazem à mesa para o cliente escolher.

Que perdição, (pois eu sei) mas naquele grupo ninguém quis sobremesa porque estavam “completamente cheios”, ouvimos dizer em inglês. E conclusão da história, nós seremos um bocadinho mais gulosos que eles, porque não conseguimos resistir!

Não foi fácil escolher de entre aquelas cores e nomes tão sugestivos, tudo sabores caseiros e inspiração tradicional. Mas acabámos por escolher uma sopa dourada e uma mousse de oreo. Tudo aprovadíssimo!restaurante solar dos amigos

restaurante solar dos amigos

restaurante solar dos amigos

E aproveito ainda para deixar aqui o aviso.

Reservem um espacinho para a oferta final da casa no restaurante Solar dos Amigos: licor da região e bolinhos secos.

restaurante solar dos amigos

Claro que a tipicidade toda do lugar chama a atenção dos turistas que querem ter experiências diferentes em Portugal. Por isso, no dia em que lá fomos, acho que ouvi tanto falar português como outras tantas línguas estrangeiras.

Percebi que ninguém chega ali por acaso. Todos sabem ao que vão.

Mas as constantes fotografias durante a refeição (que vi tirar) e os sorrisos à saída (que vi estampados nos rostos), provavelmente demonstram que no restaurante Solar dos Amigos a simpatia, o ambiente familiar e a comida caseira justificam o transtorno da localização escondida e do estacionamento improvisado.

****

Restaurante Solar dos Amigos

Rua Principal, 49 – Salir de Matos

Caldas da Rainha, Portugal

Não existe multibanco

Encerra à quarta-feira

****

Outros passeios pela região:

7 passeios em família no Centro de Portugal

Castelo de Óbidos: roteiro para um passeio

Mafra: o que visitar num dia

Salinas de Rio Maior

Grutas de Mira de Aire

****

Estamos no facebook e instagram

AVALIE ESTA PUBLICAÇÃO

Aguarde…
RECOMENDO TAMBÉM

2 Comentários

  • Responder Margarida 27 Novembro, 2017 at 0:48

    E porque nós não podemos ver nada, não resistimos depois de ver a vossa publicação e puséssemos-nos ao caminho para conhecer este restaurante. É realmente fantástico. Ousado da nossa parte ir a um domingo e inevitavelmente tivemos que esperar mas valeu a MUITO a pena: pela comida, a simpatia, o ambiente. Viemos de barriga e coração e cheio. Ah e ainda trouxemos o que sobrou …. 🙂 Obrigada pela partilha!

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 27 Novembro, 2017 at 12:38

      Oh Margarida, eu agora é que fiquei de coração mais que cheio… Que delícia! Nem imagina como este comentário fez a diferença no meu dia. Muito obrigada pelo carinho. 🙂

    Quero Comentar

    Na imprensa

    Logótipo do suplemento Fugas do Jornal Público
    Logótipo da revista I Like This
    Logótipo da revista Calm
    Logótipo da revista Sábado
    Logótipo da Sapo Viagens
    Logótipo da revista Pais & Filhos
    Logótipo da revista lux women
    Logótipo da revista UP