Dormir, Portugal

Chão do Rio: dormir com vista para a Serra da Estrela

10 Outubro, 2017

Chão do Rio é nome de Turismo de Aldeia em Travancinha. Que lugar mágico este… a fazer quase lembrar um cenário de filme, de tão idílico e tranquilo que é!

Rodeado pela natureza, chega a parecer que estamos a quilómetros da civilização, super longe de tudo e de todos, mas afinal o lugar está apenas a 15 km de Seia, no Centro de Portugal.

casas chao do rioDepois de lá chegar, fiquei a saber que o nome Travancinha vem de travanca, que significa um obstáculo ou ponto de bloqueio aos romanos.

E assim como que para atestar o real significado desta terra, existe até uma bonita calçada romana, mesmo ao lado de um dos limites do terreno.

calcada romana chao do rioMas esta não foi a única surpresa que encontrei no Chão do Rio, um lugar que começou por ser o refúgio de fim-de-semana da Catarina e do companheiro (na época ainda sem as suas duas filhas).

No início era apenas uma casa rústica com sala e dois quartos (que agora também se aluga e continua a ser a única diferente das restantes, entretanto construídas).

casa grande chao do rioA história deste projecto Chão do Rio começa então assim. O casal viu este pedaço de terra à venda numa revista. Apaixonou-se pelo sítio, à data, cheio de pinheiros bravos antigos. Em 2001, comprou o terreno.

E apenas em 2013 decidiu começar a transformar o espaço num lugar aberto a visitantes amantes da natureza e do sossego.

trilhos chao do rioPelo caminho, muitos dos pinheiros (que já eram bastante velhinhos) acabaram por desaparecer. O casal resolveu então recuperar o bosque e desatou a enterrar bolotas.

Trabalho de muuuuita paciência, que acabou por resultar no que é hoje uma mancha de carvalhos mais ou menos densa.

bolotas chao do riobosque chao do rioMas oito hectares é muita terra e por isso no Chão do Rio também é possível encontrar medronheiros e salgueiros que são um sinal importante do equilíbrio florestal.

Às giestas lá do sítio foi dado um fim bastante útil, já que foram utilizadas para cobrir os típicos telhados das novas casas.

E eu espantei-me: tinham assim tantas giestas?… a Catarina desvendou logo o mistério: “não, as nossas não chegavam por isso andámos a ajudar na limpeza dos terrenos vizinhos. Sempre que possível, dou prioridade às parcerias com os locais”.  😉

casas pedra chao do rioAs novas cinco casas são iguais na construção, apenas diferentes na decoração.

No rés-do-chão existe uma kitchenette completamente equipada (com um pano a tapar as prateleiras inferiores, a fazer lembrar qualquer cozinha de avó), uma cama para duas pessoas, uma área de estar com um sofá, mesa para refeições, casa de banho, lareira e alpendre com mesa e rede de descanso.

kitchenette chao do riocama criancas chao do riosala de estar chao do rioNo 1º andar, um quarto com cama de casal e uma pequena varanda.

Ideia da Catarina: “se tivesse tempo, era aqui que gostava de praticar ioga”.  🙂

quarto casal chao do riojanela vista chao do riovaranda ioga chao do rioFoi enquanto estava deitada que reparei melhor no detalhe: há madeira por todo o lado, no tecto, no chão, nas paredes, nas janelas… assim lacada a branco, é um material que me remete de imediato para os países nórdicos e para um sentimento de conforto/aconchego.

primeiro andar chao do rioSenti que por ali a simplicidade e a honestidade são aliadas. Tive mesmo aquele sentimento de estar em casa, entre família. É deliciosa esta sensação, não é?

livros chao do riojanela chao do rioOs nomes escolhidos para identificar as casas também têm um significado interessante.

Remetem para as tradições locais, a cultura pastorícia da região, a vida simples e equilibrada do campo. São pois o mote para a decoração personalizada:

  1. Churra
  2. Pastor
  3. Ribeira
  4. Cotovia
  5. Loba

E saibam que mediante a disponibilidade do momento, ao reservar no Chão do Rio pode-se até escolher a casa que mais se gosta. 🙂

piscina e igreja chao do riocasa chao do rioA recriação desta pequena aldeia, feita de casinhas em pedra, faz-se então do melhor dos dois mundos: o charme do antigo e as comodidades contemporâneas.

A Catarina disse-me uma coisa que não me saiu da cabeça. “Uma vez tive um cliente que ficou uma semana, mas à saída confessou-me que as duas primeiras noites foram horríveis. Não conseguia adormecer, tal era o silêncio que se ouvia!”

tranquilidade chao do rioNo Chão do Rio vai-se assim conseguindo manter o contacto com o incrível céu estrelado, os tons da terra, os cheiros naturais, os sons da aldeia (sim, ouve-se o sino da igreja tocar e o galo cantar várias vezes por dia). Ou até com os inconfundíveis sabores da colheita fresca da horta.

horta chao do rioPor volta das 17h é hora de ir recolher o saco de pano, recheado de pão morno e estaladiço, deixado no alpendre da casa pela padeira da terra.

Ali, tive mesmo a sensação de estar em casa de uma avó, numa quinta de família que visitamos para matar saudades das coisas tão simples e tão boas da vida.

saco do pao chao do rioE há tanta coisa gira para visitar nas redondezas: Seia, Serra da Estrela, praias fluviais ou até Viseu… mas quem quiser ficar apenas pelo Chão do Rio, também fica muito bem!

Contem com a simpatia da Estrela e da Flor (as ovelhas) e com a mania das galinhas, que agora aprenderam a esconder os ovos, para que ninguém os consiga recolher “ainda quentinhos” no habitual cesto diário.

ovelhas chao do rioAndar no campo é uma aprendizagem constante, como também devem saber.

Por exemplo, sabiam que as libelinhas nascem na água ou que têm uma visão incrível capaz de captar movimentos que o olho humano não consegue?

libelinhas chao do rioPois, no Chão do Rio há a oportunidade de viver a natureza ao vivo, com mais alguns extras!

Segundo a Catarina, “não temos muita serra, mas temos bastante variedade”.

vista serra da estrela chao do rioOra aqui ficam algumas sugestões para fazer por lá:

  1. PISCINA EXTERIOR BIOLÓGICA (as rãs e plantas fazem parte do ecossistema, enquanto a pele dos banhistas fica super macia)
  2. MESAS DE PIQUENIQUES
  3. REDES DE DESCANSO
  4. CHARCA (uma excelente promotora da biodiversidade pois “onde há água, há vida”)
  5. TRILHOS DE CAMINHADA E OBSERVAÇÃO DE PÁSSAROS
  6. BICICLETAS (de uso livre)
  7. LAJE ESCORREGADIA (rampa fantástica para brincar)
  8. ANIMAIS (ovelhas e galinhas que os miúdos podem alimentar)
  9. FORNO E CHURRASQUEIRA
  10. HORTA
  11. PARQUE INFANTIL

parque infantilOutra delícia (e ponto alto desta visita) é a cesta do pequeno-almoço, que já está em cima da mesa, quando chegamos. As perdições são tantas, que espero não me esquecer de nada… assim, em lista:

  • Compota de abóbora (feito pela D. Emília, funcionária do Chão do Rio, com as abóboras da horta biológica)
  • Ovos da quinta
  • Leite, sumo e água
  • Iogurtes
  • Fiambre e queijo fatiado
  • Manteiga
  • Requeijão da Serra
  • Mel da Serra
  • Fruta
  • Bolo Negro de Loriga
  • Pães de leite
  • Café, chá e chocolate em pó

cesta pequeno almoço chao do riopequeno almoço chao do rioCom a intenção de manter o Chão do Rio parte integrante da vida dos locais daquela pequena terra e de aproveitar os recursos existentes de uma forma mais sustentável, existem por lá também várias parcerias que facilitam e mimam – em muito – a vida aos visitantes.

Tomem nota:

  • Serviço de entrega de refeições
  • Massagens
  • Terapias orientais
  • Stand up paddle
  • Caminhadas na natureza
  • Passeios a cavalo
  • Workshops de fotografia
  • Workshops de alimentação, saúde e natureza

piscina biologica chao do rioE existem outros tantos pormenores que tenho mesmo de referir.

Este é um alojamento que dá para famílias até 5 pessoas e com animais de estimação. O serviço de limpeza é diário e o sinal de internet “tem umas horas melhores que outras”, mas lá vai dando para consultar o que não pode mesmo esperar.

Existe uma lojinha com produtos típicos da região, entre os quais os sabonetes de leite de cabra serrana disponíveis na casa de banho das casas.

sabonete chao do rioÀ chegada, é entregue uma pequena lanterna para cada casa, não vá alguém querer fazer descobertas pelo campo durante a noite. À entrada, pendurado num cabide, existe um saco térmico para piqueniques.

Uma divertida curiosidade que vai encantar os miúdos é que as casas que ficam um pouquinho mais longe do estacionamento, podem utilizar os carrinhos-de-mão para transportar as malas. Mas os pequeninos que lá quiserem entrar para brincar, também podem, claro!

Saibam ainda que o caminho para chegar ao Chão do Rio pode ser um pouco “chato” durante alguns quilómetros, com muitas curvas, subidas e descidas.

Recomendo que não o percorram à noite (principalmente se for a primeira vez). Mas que este destino vale a pena conhecer, lá isso vale.

placa indicaçao chao do rioCHÃO DO RIO

O que MAIS gostei:

  • O cheiro a campo e a limpo sempre que se abre a porta de casa
  • A simpatia e disponibilidade dos funcionários (que nos fazem sentir família)
  • O sossego e a natureza envolvente
  • A preocupação de sustentabilidade e anti-desperdício
  • A diversidade de actividades disponíveis (simples, mas muito enriquecedoras)

O que MENOS gostei:

  • A falta de cortinas nas janelas (resultado: total luminosidade ou total escuridão)
  • As escadas escorregadias para o 1º andar da casa
anoitecer chao do rioCHÃO DO RIO

Rua da Calçada Romana, Travancinha

Seia, Portugal

VER PREÇOS OU RESERVAR

****

Estamos no facebook e instagram

AVALIE ESTA PUBLICAÇÃO

Aguarde…
RECOMENDO TAMBÉM

Quero Comentar

Na imprensa

Logótipo do suplemento Fugas do Jornal Público
Logótipo da revista I Like This
Logótipo da revista Calm
Logótipo da revista Sábado
Logótipo da Sapo Viagens
Logótipo da revista Pais & Filhos
Logótipo da revista lux women
Logótipo da revista UP