Brasil, Dicas

As diferenças entre o português de Portugal e o português do Brasil

12 Março, 2014

No ano em que “todo o mundo” fala do Brasil ou vai “assistir” ao que se vai lá passar, decidi recolher algumas palavras (algumas delas até conhecemos bem e utilizamos de vez em quando), mas servem para nos (re)lembrar que há mesmo o português de Portugal e o português do Brasil.

o português de Portugal e o português do Brasil

Na verdade, foi o meu filho Francisco que me alertou para isto há uns tempos: “como é que falamos a mesma língua e eu não percebo o que ela diz? Preciso de um dicionário!”

Não sei se já vos aconteceu, mas nas conversas que mantenho com brasileiros fico sempre com a sensação de que nós – portugueses – entendemos sempre mais o que eles dizem do que o contrário. Apercebi-me de que há palavras que eles não conhecem mesmo.

“A culpa é das telenovelas” diz-me uma amiga portuguesa. E eu acabo por concordar. Portugal consome telenovelas brasileiras há muitos anos e por isso é normal que já se tenha habituado à forma como os brasileiros fazem uso da língua portuguesa.

o português de Portugal e o português do Brasil

O episódio mais marcante sobre estas diferenças linguísticas aconteceu-me há já muito tempo (mas o caricato da situação fez com que não fosse possível esquecer). Foi no ano em que estive a estudar nos Estados Unidos, 1997, e um dia num dos grupos de amigos multiculturais havia um estudante brasileiro.

Eu, contente da vida, comecei logo a falar português com ele (depois de várias semanas a falar inglês constantemente, sabe bem falar a língua materna). Mas o mais incrível aconteceu apenas alguns minutos depois: ele pediu-me para falarmos em inglês, pois não entendia o que eu estava a dizer!

Outro episódio engraçado passou-se no Verão passado em Windsor, Inglaterra. Encontrámos um funcionário (com algumas origens portuguesas) no centro de informações turísticas que tinha na placa de identificação o seu nome e as línguas que falava. E estavam lá a bandeira do Brasil e de Portugal, como se de duas línguas distintas se tratasse. Quando eu lhe perguntei porque o fez, ele respondeu que “os brasileiros gostam de saber que falamos a língua deles”.

o português de Portugal e o português do Brasil

Posto isto, e para ajudar quem está a pensar aventurar-se numa viagem transatlântica, aqui segue uma lista de algumas palavras que são diferentes nos dois países e que confirmam que há o português de Portugal e o português do Brasil:

PORTUGALBRASIL
estoualô
telemóvelcelular
casa de banhobanheiro
autocarroônibus
comboiotrem
eléctricobonde
paragemponto de ônibus
fatoterno
fato de banhomaiô
t-shirtcamiseta
fixelegal
biberãomamadeira
imperial / finochope
sumosuco
bebidadrink
talhoaçougue
pequeno-almoçocafé da manhã
natascreme de leite
rebuçadobala
papaiamamão
bagaçocachaça
fiambrepresunto
presuntobacon
geladosorvete
tascaboteco
cafélanchonete
frigoríficogeladeira
chávenaxícara
alforrecaágua viva
lixíviaágua sanitaria
dobragemdublagem
camiãocaminhão
alcatrãoasfalto
banda desenhadaquadradinhos
faltar à escolacabular a escola
constipaçãoresfriado
betãoconcreto
guarda-redesgoleiro
relvadogramado
pontapé de cantoescanteio
equipatime
claquetorcida
agrafadorgrampeador
quintafazenda
castanhomarrom
portagempedágio
conduzirdirigir
depósito de gasolinatanque de combustível
descapotávelconversível
carta de conduçãocarteira de motorista
passadeirafaixa de pedestres
rés-do-chãotérreo
miúdomoleque
fotocópiaxerox
grupo de amigosgalera/turma
bairro de latafavela
assistente de bordoaeromoça
vernizesmalte
dinheirograna
esquadradelegacia
câmara municipalprefeitura
oláoi
boleiacarona
confusãobagunça
seismeia
sanitavaso
perceberentender
dividirparcelar
autoclismodescarga
ecrãtela

Quem conhece outras palavras que são diferentes com o português de Portugal e o português do Brasil?

Vejam ainda estas expressões brasileiras!

****

E visitem também o nosso facebookinstagram

AVALIE ESTA PUBLICAÇÃO

Aguarde…
RECOMENDO TAMBÉM

74 Comentários

  • Responder carlos 12 Março, 2014 at 17:33

    Uau!
    A ideia é gira! Claro que existem imensos termos e palavras de uso diferenciado …
    Ainda ontem uma rapariga estava ao meu lado “na lanchonete” na “faculadade” e às tanatas pediu um “chá gelado, de limão” (depois teve que repetir, dizendo “um “Iced tea”), para acompanhar um “enrolado de salsicha” (folhado de salshicha)….

    Tenho estado a desenvolver uma investigação onde a amostra é composta por brasileiros (no Brasil) e tive que adaptar muitas pequenas coisas: … “enquete online” em vez de “questionário ou inquérito online”

    “prezado senhor / senhora” em lugar de “caro senhor / senhora”, “resultados almejados” em vez de “resultados esperados”, “boa aposentadoria” em vez de “boa reforma”, …

    E já agora… atendendo ao tema Futebol..
    “goleiro” em lugar de “guarda redes”, “zagueiro” – “defesa”, “escrete” – “seleção”…

    Haverá muito a contribuir…
    Bom trabalho
    carlos

    • Viajar em Familia
      Responder Viajar em Familia 13 Março, 2014 at 23:22

      Muito obrigada pelo contributo, Carlos. Continuação de bom trabalho também 🙂

      • Responder Thayná Amorim 25 Abril, 2016 at 10:03

        Aqui no Brasil “contributo = contribuição”… Gostei muito de suas explicações! Irei para Portugal em Setembro, para estudar na Universidade do Porto… Só umas dicas, algumas coisas da sua lista são “gírias”, por exemplo ‘grana’… dizemos dinheiro também na maioria das situações! Usamos ‘faltar Da escola’. Dividir e parcelar, usamos os dois. E “drink” é só para bebidas elaboradas, vinho, coca-cola ou cerveja, por exemplo, também chamamos de ‘bebida’! Beijos!

        • Viajar em Família
          Responder Viajar em Família 25 Abril, 2016 at 10:11

          Olá Thayná, obrigada pela sua visita e dicas! Tenha uma boa estadia em Portugal 🙂

    • Responder Gustavo Peixe 27 Outubro, 2016 at 10:07

      Fala-se da culpa das novelas brasileiras quando nós só ganhamos em aumentar a nossa compreensão linguistica que, diga se de passagem, devido a nossa multiculturalidade já é bem fértil por isso não o vejo como algo negativo. Por outro lado na minha opinião, a razão da nossa capacidade não passa por aí, pelo menos não só. Como falantes da Língua Portuguesa com fonética e ortografia de Portugal falamos uma língua riquissima em sons, talvez a mais rica do planeta, o que faz dos nossos ouvidos autenticos poliglotas. No geral ouvimos com segurança todos os fonemas ditos. Se compararmos a nossa lingua com o castelhano, tem muito menos sons, com supostamente apenas 9 dos 25 que o humano consegue emitir. O nosso português encaixa 23/25 ou seja quase tudo. Por isso quando um espanhol nos diz algo e dadas as semelhanças da lingua escrita, como conseguimos perceber tudo como foi dito e imaginá-lo escrito, conseguimos traduzir quase automáticamente. Os espanhois depois de nos ouvirem parecem ter escutado um zumbido disforme e a realidade não está muito longe. Todos sons a que não estamos habituados são de dificil reproduçao e até mesmo de perceber escutando. Por tudo isto penso que o problema dos brasileiros em não entender o nosso português passa pela tão discrepante diferença fonética sendo o sotaque deles claramente mais aberto e simplificado em termos sonoros. Em suma são duas línguas diferentes e não poderemos com isso continuar a sentirmo nos ofendidos por o português do brasil sofrer uma evoluçao independente da nossa língua quando nós aqui sempre o fizemos.

      • Viajar em Família
        Responder Viajar em Família 27 Outubro, 2016 at 11:58

        Obrigada pela sua partilha.

        • Responder Liliam Fernandes 12 Setembro, 2017 at 4:03

          Sou brasileira e não sinto a menor dificuldade em entender o português de Portugal, entendo perfeitamente!
          Só acho mais difícil ler um livro, pois o português de Portugal é mais rebuscado com vocabulário mais rico, e nós brasileiros estamos habituados a uma escrita mais simplista.
          Embora não tenha estudado espanhol, tbm entendo bem este idioma, talvez seja mesmo devido à complexidade da Língua Portuguesa.

    • Responder francisco 15 Abril, 2018 at 9:48

      A maior dificuldade de nós brasileiros em relação ao português de Portugal não está nos vocábulos ou no som das vogais ,mas sim na forma de uso das palavras nas frases. Ex o não uso do gerúndio e outras formas verbais.

  • Responder Andreia Canhouto 7 Agosto, 2014 at 18:05

    realmente não consigo compreender porque tanta admiração, o inglês de Inglaterra é diferente do inglês dos E.U.A, o espanhol de Espanha é diferente do espanhol da America Latina, e todos os paises de lingua oficial portuguesa apresentam algumas diferenças, no entanto, falamos todos a mesma lingua, independentemente da sua varienta.
    A força da lingua esta na unidade da mesma, isolacionismos enfraquecem a lingua portuguesa, que é caso não saibam a quinta lingua mais falada no mundo, de acordo com estatisticas oficiais da ONU.

    • Viajar em Familia
      Responder Viajar em Familia 8 Agosto, 2014 at 22:59

      Obrigada Andreia pela achega. Com este post pretendia partilhar a experiência que tive nos contactos com alguns brasileiros com quem me cruzei. E claro, tentar ajudar quem está a pensar viajar para o Brasil com a listagem de algumas palavras que aprendi quando lá estive.

  • Responder sofiaegito 27 Dezembro, 2014 at 18:25

    Olá, Joana! Sou brasileira, moro em Portugal há pouco mais de 3 meses e estou a criar um dicionário para os brasileiros entenderem melhor os portugueses. Adorei este post! Posso linká-lo? Melhores cumprimentos,

    • Viajar em Familia
      Responder Viajar em Familia 27 Dezembro, 2014 at 21:09

      Olá Sofia! Obrigada pela visita e pelo comentário, fico mesmo muito contente pelo interesse 🙂 E sim claro, pode linká-lo, mas gostava que colocasse o viajar em família como fonte 😉

      • Responder sofiaegito 1 Janeiro, 2015 at 20:43

        Claro! Obrigada! =)

    • Responder Mario Côrtes 14 Agosto, 2016 at 22:27

      Olá Sofia. Você poderia enviar o link para o seu dicionário de português para brasileiros? Obrigado.

      Mario

  • Responder leandro eugênio 14 Abril, 2015 at 17:22

    Nossa adorei as palavras, realmente é um pouco diferente de como nós brasileiros falamos.

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 19 Abril, 2015 at 18:42

      Obrigada Leandro! É verdade, apesar de ser a mesma língua existem palavras bem diferentes 🙂

  • Responder Rogério 10 Maio, 2015 at 2:19

    é impressionante como maioria dos sites na internet fazem com que pareça que nós falamos um idioma diferente. O português falado aqui no Brasil é muito diverso, em cada parte do país se fala de uma forma diferente, nós não sabemos menos palavras que vocês, nem vocês menos que a gente. O português do Brasil começou a surgir desde a colonização com o aprendizado forçado aos índios e aos negros que adicionaram novas palavras ao português, depois a diversidade aumentou ainda mais com a chegada dos imigrantes alemães, árabes, italianos, entre outros…
    O português falado aqui é tão diverso que muitas pessoas de São Paulo não entendem o significado de palavras que são comuns no Rio Grande do Sul ou no Nordeste ou vice versa, além da diferença no vocabulário temos os diferentes sotaques, o “s” “chiado” do carioca, o “r” prolongado do interior de São Paulo, o “e” final que vira “i” da capital paulista ( aqui nós falamos leiti quenti), as palavras indecifráveis dos gaúchos (devido a proximidade com o Uruguai), entre outras variações.
    A dificuldade existem para os dois povos e são bem visíveis percebi isso quando assisti algumas edições passadas do festival EuroVision e ouvi músicas como: “Eu quero ser Tua” e ” Todas as ruas do amor”, músicas cantadas no meu idioma, mas que eu tive que prestar uma certa atenção para entender o que as cantoras falavam, assim como com certeza alguns portugueses achariam certas coisas que nós falamos aqui no Brasil estranhas ou até mesmo um erro absurdo, como: “se se for” (forma rápida que muitos paulistas utilizam), “num carece não” (equivale a “não é necessário” em certas partes da Bahia) “guri” e “piá” (equivale a “menino” no Sul) “bruguelo” (equivale a filhote no Nordeste) além de palavras que somente nós adolescentes entendemos como: “bugar”, “dar uma brisada”, “mongar”…
    A língua portuguesa é mais bela deste planeta, não importa em qual sotaque nem com quais palavras é usada , nossa língua é bela. A língua de Camões, Machado de Assis, José Saramago, Carlos Drummond de Andrade, Cora Coralina, de Jorge amado, Clarice Lispector, Eça de Queirós, entre outros autores que enriqueceram nossa língua. Viva a Lusofonia!

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 10 Maio, 2015 at 11:20

      Olá Rogério, obrigada pelas suas palavras. Também concordo que “a língua portuguesa é mais bela deste planeta, não importa em qual sotaque nem com quais palavras é usada”. Com este post pretendi ajudar alguns viajantes portugueses a entenderam algumas das palavras usadas no Brasil, mas sei que há muitas mais expressões que não referi.

  • Responder Beatriz Viana 8 Outubro, 2015 at 4:40

    Legal !! Kk Mas….
    ●Eu sou brasileira e eu não falo “grana”, falo “dinheiro”.
    ●Não falo “cabular a escola” e sim “faltar à escola” .
    ●Falo tanto “parcelar” quanto “dividir”, não apenas “parcelar”!
    ●Não falo “drink” falo “bebida”, sempre!
    ●Tanto “Olá” quanto o “Oi” fazem parte do meu vocabulário so que, eu tenho pra mim que “Olá” é muito formal kk…
    Aah
    E “câmara municipal” é diferente de “prefeitura” !

    Câmara municipal – onde vereadores geralmente se agrupam pra reivindicar as coisas para seus MUNICÍPIOS.

    Prefeitura- onde fica o prefeito. O prefeito é o que cuida da CIDADE que abrange todos os municípios dos vereadores.

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 9 Outubro, 2015 at 9:53

      Olá Beatriz!
      Muito obrigada pela sua partilha. As palavras aqui descritas reflectem a minha experiência geral no Brasil.
      Mas há com toda a certeza brasileiros, tal como você, morando até em diferentes estados dos que eu visitei, que falam de outra forma.

      • Responder Roberto Faria 4 Fevereiro, 2016 at 1:23

        A Beatriz está certíssima. Drink e cabular é Gíria. Camara nao é igual a prefeitura. Parcelar é só no caso de compras em lojas, parcelar o valor. Nós usamos dividir tambem. Olá é formal mas é sinonimo de Oi. AH. Grana é Giria Tb.

        Abraços ou como diriam voces portugueses, Cumprimentos.

        * não acentuei algumas palavras por pura preguiça. 🙂

  • Responder João Santos Lima 17 Outubro, 2015 at 20:10

    Oi Joana.

    Sou de Curitiba, Paraná. Passei uma semana em Lisboa e adorei. Em relação a pequena diferença dos nossos portugueses, em momento algum eu tive algum problema no que diz respeito ao idioma.
    O interessante da variante portuguesa do nosso idioma, pra mim, são as seguintes:

    No Brasil falamos da seguinte forma;

    Eu gostaria de viajar a Portugal

    Em Portuga vocês falam da seguinte forma;

    Eu gostava de viajar ao Brasil

    Bom, pra mim isso é um enigma. Como vocês portuguese se referem a algo que gostavam de fazer quando eram jovens. A impressão é que essa opção fica no vácuo no caso da variante de Portugal.

    Outro exemplo foi quando fui comprar uma armação de óculos.

    Existem dois tipos de armação. Armação de metal e armação de massa (plastico no Brasil)

    É claro que todo mundo sabe que no Brasil infelizmente existe uma parcela da população que não domina o português corretamente.

    Em Portugal pra mim foi um prazer ouvir um português bem falado por todos. Muito gostoso ouvir as pessoas concordando corretamente.

    Agora, com certeza aquele brasileiro que você conheceu lá em 1997 nos EUA é um baita de um infeliz, pra pedir pra falar inglês por não te entender. Qualquer brasileiro normal jamais pediria tal coisa.

    Abraço

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 17 Outubro, 2015 at 21:12

      Obrigada João pela sua partilha e visita por aqui. Fiquei feliz de saber que gostou de ouvir o nosso português. 🙂

  • Responder Elizabeth 2 Novembro, 2015 at 15:33

    Olá, sou brasileira e moro na Europa, então vim procurar algumas diferenças entre o português de Portugal e o português brasileiro. Adorei o texto, mas gostaria de delinear também uma grande diferença: Me parece que em Portugal vocês usam a lingua mais corretamente! No Brasil temos muita dificuldade com a lingua, e é difícil encontrar alguém que fale bem o português.

    • Responder RODRIGO ALMEIDA 17 Setembro, 2017 at 4:05

      É mesmo, Elizabeth. Parece que todos os portugueses nasceram falando como se lê em redações, totalmente correto. Nós brasileiros esganiçamos a língua muitas vezes, usamos gírias demais (até fora do contexto certo).

  • Responder Van 3 Novembro, 2015 at 14:27

    Estou procurando (pra vocês “a procurar”) textos que se tratem do assunto para uma publicação. E gostaria de te parabenizar por sua publicação e descartar o que minha colega brasileira disse em outro comentário, não existe um português “errado” todos aqui falam português corretamente para sua região. O Brasil é um país continental e você irá encontrar aqui uma variedade linguística incrível. Eu que sou de São Paulo não utilizo as mesmas palavras que alguém do Rio de Janeiro ou do nordeste, mas apesar do regionalismo e das gírias locais, não a como dizer que algum deles não sabem falar português “corretamente”

    Outra coisa que eu gostaria de ressaltar é que muitas palavras que você utilizou na publicação também são conhecidas no Brasil, porém, com significados diferentes.

  • Responder Me 4 Novembro, 2015 at 22:35

    Presunto é diferente de bacon.. presunto é salgado e bacon é fumado..

  • Responder Carlos Gonçalinho\ 16 Fevereiro, 2016 at 18:00

    Muito bom o texto, gostei muito, existem muitas mais diferenças que encontrei.
    A justificação para o brasileiro não entender nosso português é como um actor português que esta no Brasil fazendo novelas para a Globo já disse, e o pediram mesmo a mim, não me entendiam, para falarmos mais devagar e espaçado.
    Por exemplo uma das diferenças que não tem ai é o de bueiro(Brasil) e sarjeta(Portugal), outro é o de em Portugal se dizer esferovite e no Brasil isopor .

  • Responder Fernando Sousa 6 Abril, 2016 at 17:19

    A grande maioria das palavras utilizadas no Brasil, não sendo tão utilizadas em Portugal, são perceptíveis para a quase totalidade dos portugueses. O nosso português europeu também sofreu muitas alterações, com a chegada dos retornados das colónias africanas, africanos e estrangeirismos adoptados depois da integração na União Europeia, entre outras, inclusive da cultura brasileira muito divulgada em Portugal. Em Portugal também existem diferentes “sotaques”, nomeadamente os alentejanos também utilizam muito o gerúndio. Nos Açores, a Ilha de São Miguel, é um caso à parte, contudo nas outras ilhas também utilizam muito o gerúndio entre termos mais arcaicos (amanhar determinada coisa/no continente diz-se arranjar ou compor).
    Relativamente aos brasileiros, lamentavelmente, não conhecem nada da cultura portuguesa que não é divulgada, vai-se lá saber porquê, pelos meios de comunicação social. O Roberto Leal nada diz aos portugueses, o mesmo está a vender uma imagem totalmente errada de Portugal. Há que aceder à internet, a grande janela para ajudar os brasileiros a conhecerem o novo Portugal. Depois é uma questão de educar o ouvido, tal qual fazem ingleses e americanos, e tudo deverá funcionar.
    Nunca ouvi um Português dizer: Ora pois?! Quem espalhou isso no Brasil.
    Um abraço!

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 6 Abril, 2016 at 17:51

      Concordo Fernando. Nas minhas viagens ao Brasil consegui comprovar isso mesmo: os portugueses conhecem bem mais sobre o Brasil e entendem facilmente o que eles falam, ao contrário dos brasileiros que conhecem pouco da cultura portuguesa e quase não nos entendem. 🙂

  • Responder Letícia Oliveira 8 Abril, 2016 at 16:33

    Os portugueses falam muito rápido e cortam uma palavra, por exemplo “esperança” em Portugal ficaria “Esp’rança” correto? hahah. Eu adoro o Português Europeu e vou guardar essas palavras diferentes para futuros diálogos!

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 8 Abril, 2016 at 18:10

      Sim, Letícia, é frequente ouvir dizer que os portugueses falam muito rápido e “engolem” algumas letras…
      Obrigada pela visita por aqui! 🙂

  • Responder Maria Cristina 26 Maio, 2016 at 21:47

    As pastilhas elásticas aqui no Brasil têm o nome de “chiclete” (gíria) ou “goma de mascar” (formal)

  • Responder Maria Cristina 26 Maio, 2016 at 21:49

    E achamos, aqui no Brasil, muito divertido chamar uma blusa de “camisola”. Ah, e cuecas são as peças íntimas do vestuário masculino.

  • Responder Alysson 22 Junho, 2016 at 3:08

    Prezado,
    Gostaria de agradecer pelo texto. Foi muito esclarecedor. Moro no Brasil, sou estudante de letras e gostaria de contribuir afirmando que, a despeito da visão que se tem de que brasileiros falam errado seria um equívoco: há diferenças entre as línguas padrão e as utilizadas pelos falantes. Cada um tem seu estilo e esse estilo é certo no local onde vivem, mas talvez inadequado em algumas situações. Poderia se dizer que muitos não conhecem a forma padrão, mas todos dominam o português bem o suficiente para se comunicarem nessa língua. Mais uma vez obrigado. Foi interessante comparar as diferentes palavras que você listou.

  • Responder Carolina 5 Setembro, 2016 at 1:19

    Oi Joana! Adorei a listinha. Vou a Portugal quase todos os anos, então estou bem acostumada às diferenças linguísticas.

    Me esbaldo de presunto quando vou a Portugal, rs. Aqui não é bacon não, geralmente chama de “presunto tipo parma”. Acredito que aí o bacon seja toucinho? Ah, realmente não sei no resto do Brasil, mas aqui no Rio os alunos “matam aula” desde que eu era criança, e lá se vão algumas décadas.

    Sobre a constipação, realmente aqui é resfriado, mas o agravante é que constipação aqui é prisão de ventre. Quintas aqui podem ser fazendas ou sítios (quando a área é pequena e não cria gado). O “seis” costuma ser seis mesmo quando está sozinho, mas no meio de outros números (como em um telefone) vira “meia” com certeza.

    Mas pra mim a diferença mais engraçada, além de autoclismo x descarga e sanita/retrete x vaso sanitário/privada é esferovite x isopor. A palavra “esferovite” é divertidíssima!! 🙂

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 5 Setembro, 2016 at 11:04

      Oi Carolina! Muito obrigada pela sua partilha. Me diverti e aprendi bastante. 🙂 O Brasil é realmente enorme e é provável que existam algumas diferenças linguísticas até dentro do próprio país. De qualquer forma, acho que está na hora de fazer um “refresh” à minha listinha para poder incluir algumas das dicas dos meus leitores.

  • Responder Maria Fernanda Pinto 26 Janeiro, 2017 at 13:38

    Perguntar e então no Google se o português de Portugal é muito diferente do do Brasil, é um pouco prova de ignorância… Claro que sim!!! Como o Francês de França é diferente do francês do Québec, do Mali, etc. Como o Ingês de Inglaterra é diferente do dos EUA, do Canadá, etc. Mas todos vivem em paz sem quererem impor a sua “importância”! Isso só se passa diferentemente com a língua portuguesa! Eu, escrevo português de Portugal e não admito que me tentem “desviar”… não conseguem!!! talvez com alguns ignorantes isso se produza!!! O que não me impede de ler autores brasileiros, apreciar, sem que o português do Brasil me incomode!!! Até o Google!!!Parem com perguntas idiotas!!!! Obrigada

  • Responder Felipe 16 Março, 2017 at 15:27

    Há uma que não foi citada: partilhar (português/PT) e compartilhar (Português/BR).

  • Responder Erik Leonardo 24 Abril, 2017 at 2:47

    Ano passado, passei um tempo na Espanha (quase 4 meses), porém viajei com a TAP PORTUGAL e fiz o processo de imigração em Lisboa. Por mais que a ortografia seja parecida ao português do Brasil, entendia pouca coisa do que as aeromoças portuguesas falavam, assim como os funcionarios do aeroporto e da imigração… Por mais estranho que pareça, eu, um brasileiro falante da lingua portuguesa, conseguia entender mais fácil o Espanhol/ES do que o português/PT.

  • Responder Raniel 8 Junho, 2017 at 21:49

    Sou Brasileiro nunca fui a Portugal, mais acho o Português PT mais bonito.

  • Responder Nelson 1 Agosto, 2017 at 13:58

    Quanto à Literatura. Livros em Português do Brasil são comuns em Portugal ou necessitam muita adaptação?

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 4 Agosto, 2017 at 15:08

      Olá Nelson, não consigo ajudá-lo nesse tema pois não conheço a situação em relação à literatura.

  • Responder Raphael Ramos 12 Agosto, 2017 at 22:16

    Olá, meu nome é Raphael, sou brasileiro e achei o artigo muito interessante. Mas gostaria de fazer algumas observações:

    -Ambos os termos “bebida” e “drink” são usados no Brasil, com o mesmo sentido.
    -Não existe o termo “quadradinhos”, o correto é “quadrinhos”.
    -Não existe a expressão “cabular a escola” no Brasil. Nós falamos “matar aula”.
    -Ambos os termos “conduzir” e “dirigir” são usados no Brasil. Conduzir é mais formal. Um delegado ou juiz sempre perguntaria “quem conduzia o veículo?”
    -“Moleque” é um termo pejorativo e bem ofensivo. Nós usamos normalmente “menino” ou “garoto”.
    -Os brasileiros não chamam “dinheiro” de “grana”. Essa é apenas uma expressão coloquial. Eu mesmo nunca usei essa palavra. Nós falamos sempre “dinheiro” mesmo.
    -Ambos os termos “olá” e “oi” são usados no Brasil.
    -Ambos os termos “confusão” e “bagunça” são usados no Brasil.

    De resto está tudo totalmente correto.

    Saudações amistosas do Rio de Janeiro.

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 17 Agosto, 2017 at 15:14

      Olá Raphael! Muito obrigada pelas suas observações. Esta lista é uma mistura daquilo que eu ouvi quando estive aí e daquilo que eu pesquisei, por isso acredito que algumas palavras não estejam assim tão actualizadas e até nem sejam correctamente utilizadas em todas as regiões desse gigante país que é o Brasil. De qualquer forma, estou mesmo a pensar em reformular a lista em breve e aí vou incluir todas as novas dicas.

      Saudades desse Rio lindo demais!

  • Responder Fernando Ferreira 28 Agosto, 2017 at 19:17

    A língua é só uma. Dentro de cada país também há vocábulos diferentes de região para região. Só um exemplo: – Um café expresso em Lisboa é uma bica e no Porto é um cimbalino.
    O que acontece é que os portugueses conhecem a maioria dos vocábulos diferentes usados no Brasil, enquanto o contrário não é verdade. Por outras palavras, os portugueses estão há muito habituados a ouvir os brasileiros a falar, enquanto o contrário também não é verdade. Veja-se o caso dos brasileiros há muito a viver em Portugal e que não têm naturalmente qualquer dificuldade em entender os portugueses (e até passam a usar os seus vocábulos).

  • Responder Hermes gibson barboza 23 Setembro, 2017 at 8:25

    Se houver palavras portuguesas brasileiras diferentes da de portugal, deveria haver um dicionario impresso pra explorar estas diferenças. Isso nacionarizaria mais a populacao brasileira, buscando mais interesse pela gramatica brasileira.

  • Responder Jackson 23 Setembro, 2017 at 14:58

    Olá.
    Sou Brasileiro, e tenho enorme dificuldade em entender o português Pt. Porém consigo falar algumas palavras com o sotaque.

    Abraços.

  • Responder Steffen 3 Dezembro, 2017 at 5:22

    Olá, meu nome é Steffen, sou um alemão morando no Brasil. Achei interessante o artigo e também os comentários. Concordo com grande parte deles, principalmente com um que diz que o Português possui muitos sons e é isso que complica a aprendizagem do idioma para estrangeiros. De fato, creio que o Português tem mais sons do que qualquer outra língua europeia, sons muito sútieis que são difíceis de entender e de pronunciar para um estrangeiro. É muito difícil para um alemão distinguir a pronúncia entre avó e avô. Para nós soa praticamente igual. Mas também é isso que torna o idioma lindo e interessante. Gosto muito do Português. Mas também tem coisas que considero bastante particular. Em certas regiões do Brasil usam \”tu\” e conjugam o verbo na terceira pessoa, p. ex.: \”tu fala\” ou \”tu fez isso\”. Há muitos outros exemplos de falta de concordâncias de pessoa. Por minha surpresa, há gente que defende isso como Português correto no Brasil alegando que um fenómeno que está se tornando comum deve ser aceito como correto e ser respeitado pela gramática oficial. Não sei. Pessoalmente, não me agrada ouvir essas expressões que soam erradas. Não sei se existe esse fenômeno em Portugal e como é visto lá. Saudações e abraços.

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 3 Dezembro, 2017 at 19:40

      Olá Steffen, obrigada pelo comentário. E parabéns pelo seu português, é muito correcto! Em Portugal não existe essa conjugação de falta de concordância, a única vez que ouvi esse fenómeno foi aí mesmo no Brasil (mas pessoalmente também não me soa bem). Continuação de boas viagens.

  • Responder Laizi 15 Dezembro, 2017 at 3:03

    Parabéns pelo texto!
    Na realidade aqui no Brasil temos o famoso “gerúndio” que é uma das formas nominais do verbo, formada pelo sufixo – ndo (p.ex., cantando, vendendo, partindo ) essa é sem dúvida a maior diferença entre o português de PT e do BR, de resto são pequenas palavras que não interferem muito na compreensão das frases. é importante salientar que, devido a grande extensão territorial do Brasil, temos dificuldade em entender o português falado em diferentes estados inclusive, principalmente a região nordeste e região sul , de qualquer maneira não entendo que o Português falado no Brasil é menos culto do que o de PT, apenas fizemos adaptações, e como dito no texto os portugueses tem muito mais contato com o nosso português do que o oposto, visto que aqui no Brasil eu nunca vi um filme com dublagem de português/PT na maioria das vezes n tem nem essa opção

  • Responder Lx 21 Dezembro, 2017 at 15:22

    E viva o Português… com mais ou menos pronuncia… todos nos entendemos… 🙂

    Uma coisa que noto é que o Português pronunciado no Brasil … é muito mais lento , espaçado e as silabas tem todas o mesmo tempo… Quando qualquer Português fala Português, realmente falamos mais rapidamente e sem “arredondar” tanto as palavras e o modo como as dizemos… tal como os Brasileiros tem a tendência natural para fazer… pode-se dizer que os Portugueses são mais rápidos a debitar silabas e na mais rápida articulação do Português … 🙂

  • Responder joao 13 Janeiro, 2018 at 13:33

    imaginem que ilário seria um portugues chamar uma brasileira desinformada de rapariga ,a confusão que ia dar kkkkkkk.

  • Responder Leonardo 14 Janeiro, 2018 at 9:06

    Olá! Muito interessante a matéria. Apesar de não concordar que sejam uma mesma língua (eu particularmente digo que falo brasileiro e não português), entendo que existem algumas (poucas) similaridades. De forma diferente do que ocorre entre o inglês UK e o USA (que possuem as mesmas regras e diferindo apenas no sotaque) , a língua portuguesa e o brasileiro diferem na pronúncia, grafia, conjugação, conjugação e significado. Ao conversar com um português durante uma viagem que fiz, me senti como se estivesse ouvindo alemão ou francês (como exemplo de idiomas os quais não tenho conhecimento). São de fato (= portanto) duas línguas distintas na minha opinião. Como o Brasil é um país continental, comparo as diferenças entre a língua falada nos estados/regiões daqui como a língua inglesa entre UK/USA ou até mesmo as diferenças entre o inglês falado nos diversos estados dos USA.

  • Responder Reinaldo Gimenes 15 Fevereiro, 2018 at 19:14

    Sou brasileiro e consigo compreender perfeitamente o Português de Portugal sem a mínima dificuldade. Por certo sempre existirão palavras ou expressões diferentes mas, dentro de um contexto, será possível entender o sentido. Gosto de ler publicações de Portugal pois dessa forma noto mais o formalismo empregado. O que eu não entendi – e considerei um absurdo – foi um brasileiro pedir para falar em Inglês com você mas…
    Parabéns pela página e pela matéria!

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 16 Fevereiro, 2018 at 20:23

      Obrigada por compartilhar Reinaldo. Sim, acredito que nem todos os brasileiros preferem falar inglês com uma portuguesa, mas este episódio eu não vou mais esquecer! 😉

      • Responder Anna 9 Março, 2018 at 11:47

        Olá!

        Eu achei super engraçado a parte do brasileiro preferir falar inglês que seu próprio idioma. Eu moro na Espanha, e trabalho com Portugal, vejo muitas diferenças idiomáticas entre o do Brasil e de Portugal, algumas bastante divertidas. Vejo também que no português de Portugal existe muita semelhança com o espanhol, como você mesmo citou acima: Biberão (Espanhol: Biberón) x Mamadeira (Brasil) e Mamadera ( Argentina) São diferenças extraordinárias, mas que se a gente for estudar bem, acabam tendo influências por proximidade, como o Galego por exemplo. Enfim…só para fechar, eu acho super legal essa partilha (em português BR : compartilhar) e a riqueza que tem nosso idioma. Jamais considerei e considero o PT BR diferente do PT PT, mas é verdade que acabamos por não utilizar as mesmas palavras que até tem significados diferentes também. O bom mesmo, é que possamos nos fazer entender, com amor. Sobre o brasileiro falar inglês, eu aqui na Espanha, tenho o Português que ao invés de falar comigo em PT, fala em Espanhol. Ahahaha….e por ai seguimos. Um beijinho.

  • Responder Henrique Oliveira 9 Março, 2018 at 16:59

    Atenção, que o Brasil não é só o Rio de Janeiro e São Paulo.
    O Brasil é um país de dimensão continental, e é muito rico em variedades, não é uniforme.
    É compreensível e desculpável que para os portugueses que vêem novelas brasileiras que se passam em 90% dos casos nessas duas cidades, considerem que o português do Brasil é apenas o que se fala nessas duas cidades.
    Aliás, mesmo entre o Rio e São Paulo há diferenças grandes na pronúncia.
    Nomeadamente a pronúncia do “r” antes de consoante, como em “porta”, que no Rio é pronunciada “porr’ta”. Ou por exemplo, a pronúncia do “s” após uma vogal, como nos plurais, como por exemplo “portas”, que no Rio é pronunciado de maneira mais parecida com o português europeu, nomeada o de Lisboa, que abusa da pronuncia do “s” soando algo como “portash”.

    • Responder Jocelini 5 Abril, 2018 at 21:10

      Principalmente o Sul do Brasil… muda muito… mesmo assim muitas palavras sao iguais ao portugues de Portugal e nao a traduçao colocada acima…
      Qualquer lugar que se va è possivel encontrar coisas novas…
      depende muito da influencia cultural, ou seja, nosso paìs è riquissimo em expressoes verbais…

  • Responder Renan 3 Maio, 2018 at 23:10

    Sou brasileiro. E posso dizer-vos que consigo entender o português europeu graças a uma animação japonesa. Como não havia dobragem em português brasileiro, passei a ver em PT-PT.

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 9 Maio, 2018 at 11:46

      Olá Renan, que delícia essa sua experiência. Gostei de saber, muito obrigada por compartilhar!

  • Responder Renan 3 Maio, 2018 at 23:13

    Cá no Brasil, temos diferentes gírias, estilos de falar. Há diversos tipos de dialetos, que as vezes confundem qualquer pessoa.

  • Responder Adriane 7 Maio, 2018 at 19:24

    Olá !
    Adorei as dicas.
    Verdade seja dita , temos obviamente muito em comum . Um deriva do outro !!!
    Entretanto existem sim diversas diferenças, por exemplo, a mais popular – fila aqui , bicha em Portugal …
    Creio que é uma questão de convivência para se compreender melhor. Eu mesma tenho um querido amigo em Portugal e nos falamos frequentemente por telefone, no inicio não compreendia nada .. hoje já é mais fácil mas ainda assim, existe a diferença .. ontem mesmo ele me dizia que aposta em Portugal tem o significado de não duvide que farei, por exemplo, ao passo que aqui , é uma aposta – algo que se pretende fazer e se dispõe inclusive a estabelecer premios… enfim se pensarmos tem um significado parecido mas não inteiramente. Estou começando a pensar que muito depende do contexto e da nossa devida interpretação .. mas adorei perceber algumas diferenças sutis como bacon e presunto.

    • Viajar em Família
      Responder Viajar em Família 9 Maio, 2018 at 11:48

      Olá Adriane, muito obrigada por compartilhar a sua experiência com o nosso português! 🙂

    Quero Comentar

    Na imprensa

    Logótipo do suplemento Fugas do Jornal Público
    Logótipo da revista I Like This
    Logótipo da revista Calm
    Logótipo da revista Sábado
    Logótipo da Sapo Viagens
    Logótipo da revista Pais & Filhos
    Logótipo da revista lux women
    Logótipo da revista UP