DIÁRIO

Viajar para comer, que ideia deliciosa!

30 Janeiro, 2014

Há dias li um artigo na Saber Viver que me fez lembrar a viagem de carro até à Suécia que fiz em Junho. Foram 10 noites intensas e saborosas na companhia – e na mesa! – de várias famílias extraordinárias, de quem guardo as melhores memórias.

Com essa leitura fiquei a conhecer melhor os foodies e o que estão dispostos a fazer pela sua paixão, chegam a viajar de propósito para provar determinado prato, conhecer um chef ou restaurante, aprender mais sobre os ingredientes e a sua história.

O motivo dessa minha viagem em Junho – do Santo António (Portugal) ao Midsummer (Suécia) – não foi a comida mas aproveitei o caminho para unir as tradições e a família à volta de algumas receitas mais típicas de cada país por onde passei: bifanas e sardinhas em Portugal, tortilla de patata em Espanha, boeuf bourguignon em França, applestrude na Bélgica, salsichas Rostbrafwurst na Alemanha e sill na Suécia.

No tal artigo da revista, está também Rodrigo Menezes um dos foodies portugueses, que tem o blog foodie.pt e onde explica que “um Foodie é um apaixonado nato por tudo o que sejam iguarias. Por tudo o que sejam ingredientes. Por tudo o que sejam formas de cozinhar e de aprender sobre cozinha”.

Ainda a propósito de comidas e a confirmar a importância das refeições em família, deixo aqui também um post que vi no Diário da Pikitim, e que cita uma doutorada, Anne Fishel e o fotógrafo Steve McCurry – ver aqui. As bonitas imagens levam-nos numa volta ao mundo pelas mesas de refeições de várias famílias e conclui que “a partilha de uma refeição é boa para o espírito, a mente e a saúde de todos os membros da família”. Aprovadíssimo!

Para terminar (e deixar bem claro!!), devo dizer que acho muita piada provar novos sabores e receitas, (e sempre habituei os meus filhos a fazerem o mesmo) mas não sou de todo uma foodie – aliás, gosto bastante mais de comer, do que cozinhar!. No entanto, acho fascinante toda a entrega à arte da cozinha. E se isso servir de pretexto para uma viagem, tanto melhor! Todas as desculpas servem, não é?… E esta parece-me bem deliciosa 🙂

RECOMENDO TAMBÉM

Deixe um comentário