Dinamarca

Tivoli: um parque com 170 anos de charme

17 Outubro, 2013

Tivoli  é o parque de diversões da capital da Dinamarca, Copenhaga.

E em Outubro está lindo com todas as magníficas decorações de Halloween! Goste-se ou não desta festa, é impossível ficar indiferente a todos os detalhes e bonitos enfeites temáticos, que este parque sempre tem em época de datas festivas.

Este é também o parque de diversões mais central que já conheci. É central porque está mesmo no centro da cidade! É só atravessar a enorme passadeira na Bernstorffsgade que liga a Central Station (estação dos comboios) a uma das entradas e já estamos dentro do parque.

Existem outras entradas / saídas e apesar de esta não ser a principal, a mais majestosa, é sem dúvida a mais prática para quem chega de comboio.

O Tivoli é tão central que de diversos pontos da cidade, se vê alguns dos divertimentos mais altos. Lá dentro tem montanhas-russas, imensos cafés e restaurantes, lojas, jardins, um lago e um palco para espectáculos e eventos. E uma certeza: há algo para todos os gostos e idades.

Talvez por ser tão central, o Tivoli (também conhecido pelos Jardins do Tivoli), faz parte da vida social da cidade, sendo que as montanhas russas não constituem a sua única atracção. Ou seja, o funcionamento deste parque de diversões é um pouco diferente dos outros em que já tínhamos estado antes.

Normalmente, nos outros parques compra-se o bilhete e está “tudo incluído”: acesso a entrar e a usufruir livremente dos divertimentos que se quiser.

Não é normal entrar para não “andar” em nada.

Pois aqui é diferente. Há a possibilidade de comprar o bilhete apenas de entrada, para quem só quer passear, comer ou assistir aos espectáculos. Mas também há o tal bilhete que dá acesso ilimitado a todos os divertimentos (é colocada uma pulseira no pulso que deve ser mostrada em todas as filas), no entanto o preço do bilhete de entrada tem também de ser pago.

Há ainda a possibilidade de comprar “bilhetes avulso” já dentro do parque, destinados a quem quer apenas ir a poucos divertimentos e que podem valer 1, 2 ou 3 destes bilhetes (atenção às habituais restrições de altura para entrar nos divertimentos).

Claro que para as melhores e maiores montanhas russas é sempre preciso o número máximo de bilhetes, por isso para quem pretende andar em mais de duas dessas grandes atracções, compensa comprar o bilhete que dá acesso a tudo (o multi-ride).

Ao longo do parque há ainda outros pequenos espaços, “barraquinhas” com pequenas actividades – tipo feira popular – pagas à parte e em dinheiro.

Agora, o que mais me surpreendeu e realmente faz a diferença em relação a outros parques temáticos na Europa é o ambiente. O charme muito próprio do século passado presente em tudo por aqui: antigo mas muito bonito e cuidado. E na verdade este local é realmente do século passado – em 2013 faz 170 anos!

Lá dentro parece que estamos num cenário de filme. As ruas são estreitas mas ladeadas por árvores e as construções têm detalhes muito especiais e tradicionais.

Diz-se que foi aqui que Walt Disney se inspirou para criar os seus grandes parques temáticos. A ser verdade ou não, eu recomendo uma visita ao Tivoli, pelo seu ambiente único: conserva o melhor de outros tempos, mas adaptou-se muito bem ao século XXI.

E apesar da grande afluência de famílias no dia que lá estivemos, as filas de espera para entrar nas atracções eram rapidíssimas. Aliás o Francisco reparou que “aqui o tempo no divertimento é mais do que o tempo de espera na fila”. O que se pode querer mais?

DICAS:

  • Reservar no mínimo 5 horas para a visita – as filas são bastante rápidas, mas há muito que experimentar por lá
  • Consultar as datas de abertura: o parque encerra durante vários meses (tem três épocas de abertura: Verão, Halloween e Natal)
  • Visitar numa época festiva (Páscoa, Halloween, Natal) para conhecer as bonitas decorações que preenchem o parque nestas alturas do ano
  • Ficar até escurecer, a iluminação é um espectáculo só por si bastante bonito

ACESSO:

Não podia ser mais fácil chegar a este parque, está em frente à estação de comboios, mesmo no centro da cidade de Copenhaga

PREÇO (em Outubro 2013):

  • Entrada (mais de 8 anos) –  95 coroas (+/- 13 euros)
  • Entrada Criança (até 7 anos) – grátis
  • Multi-ride (mais de 1 ano) – 199 coroas (+/- 27 euros)
  • Bilhete avulso – 25 coroas (+/- 3,5 euros)

****

Estamos no facebook e instagram

RECOMENDO TAMBÉM

4 Comentários

  • Reply Marlizia Daun 2 Abril, 2016 at 23:50

    Para somente pasear pelo parque , sem entrar em atrações , ou p umjantar ….tenho que pagar ingressos ????

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 5 Abril, 2016 at 15:03

      Sim, é isso. Para entrar no parque é preciso sempre pagar ingresso.

  • Reply Marcela 28 Junho, 2016 at 22:55

    Eh preciso comprar antecipado o halloween??

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 29 Junho, 2016 at 15:31

      Se a pergunta é se é preciso comprar antecipado os bilhetes para o halloween, a resposta é não. Os bilhetes compram-se diretamente na entrada.

    Deixe um comentário