Suécia

Sigtuna. E foi aqui que a Suécia nasceu

15 Junho, 2014

Sigtuna é actualmente apenas uma pequena localidade, mas faz questão de manter o estatuto de primeira cidade da Suécia. Conta a lenda, que no ano 970 o rei Érico, o Vitorioso, escolheu este local para iniciar uma nova era na história do país e assim começou a sua formação.

Aliás, parece que a cidade vive muito desse título, com turistas a chegar todos os dias à procura das raízes suecas. Mas tão depressa chegam como vão embora, por isso aconselho a que não se deixem intimidar com isso e vão mesmo até lá!

Acho que vale bem a deslocação (está a 50 km da capital, Estocolmo) e eu gostei muito da visita vagarosa pelas suas ruas, edifícios medievais, ruínas de igrejas. Lojas pequeninas e charmosas demais! Simpáticos e típicos cafés. A mim pareceu-me assim quase um museu ao ar livre, ali disponível para todos apreciarem, com tudo muito bem conservado e organizado.

igreja Sigtuna Suécia

casa Sigtuna Suécia

Para completar este cenário, que também só me pareceu saído de um filme, Sigtuna tem ainda o Lago Malaren. Que assim acaba por formar um completo enquadramento do lifestyle sueco: àgua, verde e casinhas de madeira coloridas.

lago Malaren Sigtuna Suécia

lago Malaren Sigtuna Suécia

Aconselho a irem durante os meses quentes e assim que cheguem vão ao posto de turismo, lá encontram todos os mapas e actualizações de visitas que devem fazer. Mas uma coisa posso já garantir-vos: é bastante difícil perderem-se ou não encontrarem seja o que for numa localidade com apenas uma rua principal como é Sigtuna.

Outro aspecto a ter em conta é que os percursos são todos muito family friendly, para ser realizados a pé e com muita descontracção. A rua mais importante de Signuta é Stora Gatan, que conserva casas de madeira originais dos séculos 18 e 19 e há até um desses edifícios que é um museu, onde existe uma visita guiada (em inglês) muito personalizada e que retrata bem a vida diária daquele tempo e da família que ali viveu.

Lição de história ao vivo e a cores para todos, portanto!

casa Sigtuna Suécia

café Sigtuna Suécia

Dado o tamanho da cidade, algumas horas são então suficientes para todas as visitas, mas organizem-se pois às 17h está já quase tudo fechado e a cidade até parece outra, tornando-se praticamente deserta.

rua Sigtuna Suécia

rua Sigtuna Suécia

Guardem pois os passeios exteriores para o fim do dia, até porque o Verão sueco tem luz até perto da meia-noite. E preparem-se para guardar também memórias de lindíssimos recantos e pormenores. É isso mesmo que eu mais guardo de Sigtuna.

Sigtuna

Sigtuna

****

Estamos no facebook e instagram

RECOMENDO TAMBÉM

2 Comentários

  • Reply carlos 16 Junho, 2014 at 11:51

    Muito Bom!
    Continua então a tua fantástica viagem pelas terras do norte… e desfruta! Fico à espera do teu próximo relato para, também eu, “viajar” por essas paragens magníficas.
    C

  • Deixe um comentário