Dinamarca, ROTEIROS

Roskilde para além do festival de música

27 Junho, 2014

Na minha recente viagem de comboio pela Europa, passei pela Dinamarca. E quando estava em Copenhaga, aproveitei para visitar Roskilde. Uma cidade que já tinha ouvido falar muitas vezes por causa de um dito famoso festival de Verão, onde normalmente é preciso andar de galochas por causa da chuva e da lama!

Quando visitei a cidade estava um lindo dia de Sol, mas parece que o clima ali é bastante instável. E normalmente só se fala de Roskilde no Verão, pois é por lá que acontece o tal festival, um dos maiores eventos de música da Europa.

Mas a verdade é que há muitas mais razões que justificam uma deslocação àquela que foi a primeira capital da Dinamarca, nesta ou noutra qualquer época do ano. Ali, a menos de meia hora de Copenhaga, as pessoas até perguntam se estamos perdidos!

Pois… Porque apesar da Dinamarca ser um país relativamente pequeno, de ter apenas 5,5 milhões de habitantes e da sua capital ser toda facilmente visitável a pé, não deixei de notar a diferença entre a grande cidade e as localidades mais pequenas.

Eu vi diferenças no trânsito, na velocidade e quantidade com que as coisas acontecem, mas também no trato com o forasteiro. Experimentem por exemplo abrir um mapa na rua ou sentarem-se numa esplanada em Copenhaga e em Roskilde!

Apesar da disponibilidade dos habitantes da capital me ter surpreendido sempre pela positiva, garanto-vos que as probabilidades de alguém se aproximar, perguntar se estão perdidos e se oferecer para vos mostrar o caminho (sem vocês terem pedido qualquer ajuda) ou até perguntar de onde são (e quererem saber um pouco mais sobre a vossa visita ali), crescem significativamente nas pequenas localidades. Pelo menos, comigo foi assim.

E os pontos a favor desta cidade, começam logo pelo seu acesso. Chegar a esta cidade que respira história é fácil e bastante rápido. Tornando-se assim num possível programa de um dia, para quem visita Copenhaga mas quer conhecer um pouco mais da Dinamarca para além da grande cidade.

Da estação central de comboios da capital a Roskilde são apenas 20 minutos (há partidas muito frequentes e quem tem pode até usar o Copenhagen Card ou então comprar um bilhete 24h por 130 coroas – cerca de 17 euros).

O comboio deixa-nos mesmo quase no centro, basta percorrer uns metros na Hersegade e já estamos na rua principal, a Algade. E logo ali temos acesso a todo aquele charme, de pequenos cafés, típicas lojinhas de design, roupas e livros.

Apenas um pouco mais à frente está o parque Byparken, com uma maravilhosa vista para o Fiorde de Roskilde.

Roskilde

Roskilde

Roskilde

Claro que até podíamos passar várias horas nisto e estaríamos muito bem! Mas para que conste, há mais coisas para ver e fazer por Roskilde:

  • A Catedral (Património Mundial da Unesco)
  • o Palácio Real
  •  o Museu dos barcos Vikings
  • o Bairro dos pescadores

Nota: Do festival não tenho registos pois quando lá estive ainda faltavam alguns dias para o evento (que este ano começa já no próximo domingo, dia 29) mas prometo surpreender-vos com outras descobertas para fazer em família.

Entretanto, gostava de saber se alguém já foi a Roskilde, com festival ou sem festival, e gostasse de partilhar aqui o que por lá viu e sentiu – atenção: a chuva não conta! 🙂

****

Estamos no facebook e instagram

RECOMENDO TAMBÉM

Deixe um comentário