Portugal, Visitar

Parque dos Monges, uma viagem no tempo cheia de adrenalina

20 Julho, 2015

Já tínhamos ido ao Parque dos Monges em 2011, o ano de abertura deste parque temático, e agora aproveitámos as férias para voltar ao Parque dos Monges em Alcobaça.

Levámos um amigo, para os miúdos dividirem aventuras, descobertas e muita conversa…pois isto de viajar com adolescentes requere que se adopte alguns truques e eu já aprendi que incluir mais um elemento da mesma faixa etária em alguns passeios é um grande facilitador da harmonia familiar em viagem.

entrada parque dos monges

restaurante parque dos monges

Antes de prosseguir aproveito também para alertar: deverão encontrar pouca consistência na qualidade das fotografias durante a partilha desta nossa experiência porque, é verdade, sofri de um inexplicável dilema entre fotografar com a máquina fotográfica e o telemóvel. Ora dava por mim a captar momentos com a minha companheira de sempre, pesada e robusta, ora apontava instintivamente o telefone aos miúdos porque era muito mais rápido e não queria perder determinada e irrepetível acção. (sei que no futuro terei de me tentar organizar melhor, mas por agora ficou assim mesmo, ligeiramente caótico)

Voltando então ao Parque dos Monges. Para meu espanto, os miúdos ainda se lembravam de muita coisa daquela primeira vez que lá fomos, principalmente das actividades radicais. Assim que entrámos, começaram logo a correr para o local onde se recordavam de ter entrado na canoa.

Mas a verdade é que o parque cresceu, não propriamente em tamanho mas em oferta ou organização e a canoagem agora inicia-se num outro lugar diferente. Por isso, tiveram mesmo de agarrar no mapa e tentar entender como é que tudo funciona actualmente.

A simpatia e disponibilidade dos monitores também deram uma ajuda para conseguirmos chegar a todo o lado, mas ficámos um pouco surpreendidos com o horário das principais actividades de natureza (encerram à hora de almoço e às 17h). Recomendo então que se programem bem para não correrem o risco de não conseguirem fazer tudo o que querem.

slide parque dos monges

No fim do dia, já no carro, perguntei-lhes: Então, de que é que gostaram mais no Parque dos Monges?

A resposta estava pronta, e sem qualquer surpresa, incluía tudo o que é desporto radical e super activo:

SLIDE

slide parque dos monges

slide parque dos monges

slide parque dos monges

slide parque dos monges

 ESCALADA

escalada parque dos monges

escalada parque dos monges

TIRO COM ARCO 

tiro arco parque monges

CANOAGEM

canoagem parque dos monges

canoagem parque dos monges

canoagem parque dos monges

canoagem parque dos monges

ORIENTAÇÃO

orientaçao parque dos monges

Então e os animais?, perguntei eu.

Sim, também gostámos muito de ver os animais especialmente “os mais esquisitos” pois coelhos, galinhas, tartarugas e peixes estamos mais habituados a ver!, responderam eles.

Para que conste, dessa tal listagem especial de animais que existem no Parque dos Monges fazem então parte:

ESQUILOS

esquilo parque dos monges

CANGURUS

canguru parque dos monges

canguru parque dos monges

ALPACAS

alpaca parque dos monges

alpaca parque dos monges

alpaca parque dos monges

Ficámos até a saber por um dos monitores que as alpacas são oriundas de um país “com nome de ave” – Perú – e que o aspecto físico daqueles dois exemplares do parque lhes deu os caricatos nomes – Peúga e Branquinha.

Mas o Parque dos Monges tem ainda outros interesses. Para começar, o espaço é bastante bonito com muita vegetação e até o Rio Alcoa lá passa. Há muito por onde correr, muitas sombras para descansar, muito ar puro para respirar. E tem uma alegre música ambiente sempre a tocar!

slide parque dos monges

parque dos monges

parque dos monges

Existe também uma agenda diária de espectáculos e visitas para todos os gostos:

ALDEIA MEDIEVAL

aldeia medieval parque dos monges

aldeia medieval parque dos monges

aldeia medieval parque dos monges

FLUVIÁRIO

fluviario parque dos monges

peixes parque dos monges

JARDIM BIBLÍCO

jardim bíblico parque dos monges

jardim biblico parque dos monges

COMBOIO

comboio parque dos monges

comboio parque dos monges

PEÇAS DE TEATRO

museu doces conventuais parque dos monges

teatro parque monges

TORNEIO MEDIEVAL

torneio medieval parque dos monges

JOGOS TRADICIONAIS

jogos parque dos monges

É muito fácil chegar ao Parque dos Monges pois desde o centro de Alcobaça existem grandes placas castanhas de sinalização que em cerca de 10 minutos de carro nos levam até lá. O estacionamento é amplo e gratuito. Não se esqueçam é de levar calçado confortável e fechado, mas preparem-se mesmo assim para ficarem com muito pó nos sapatos e roupa!

Levem uma mochila com um generoso lanche, pois os miúdos vão querer compensar as energias gastas durante o dia e apesar de existir um restaurante mesmo ao lado do parque com bebidas, fast food e ementa do dia (10 euros com sopa, prato, bebida e café) é preciso interromper as actividades para lá chegar (facilitado pela identificação da pulseira, que permite entradas e saídas ilimitadas) pois o café da pequena ilha do parque normalmente está fechado.

restaurante parque dos monges

restaurante parque dos monges

O Parque dos Monges está associado à herança cultural de Alcobaça e pretende ser um espaço educativo e divertido. Eu aconselho especialmente a visita às famílias de espírito aventureiro e que procurem alguma adrenalina. Ou afinal, a todos aqueles que não se importam de molhar os pés na canoa, de esfarrapar as mãos na escalada ou até de se sentarem à sombra a fazer um pequeno piquenique quando a fome ou a sede chegar.

Por último, e apesar de entender a vontade do parque em querer passar alguns factos históricos, verídicos e importantes da História de Portugal, muito bem representados tanto nas importantes placas explicativas dos vários locais como nos temas escolhidos para os espectáculos diários, considero que a linguagem ou o próprio assunto abordado em algumas representações teatrais a que assistimos poderão ser ligeiramente violentos para a sensibilidade infantil (eu já não tenho crianças pequenas mas confesso que me senti um bocadinho desconfortável em dois momentos específicos), por isso aqui fica apenas esta simples observação de uma mãe pouco adepta das várias formas de agressividade.

****

Parque dos Monges

Rua Quinta das Freiras nº 10, Alcobaça, Portugal

www.parquedosmonges.com

PREÇOS:

Existem dois tipos de bilhetes

  • Entrada – pulseira preta
  • Actividades (facultativo) – pulseira verde

Ou seja, é possível entrar para usufruir do espaço e dos espectáculos agendados sem fazer as actividades radicais.

ENTRADA

Bebés (até aos 3 anos) – grátis

Criança e Sénior (3 aos 10 anos e +65 anos) – 6 euros

Adulto (11 aos 65 anos) – 10 euros

Família (2 adultos e 2 crianças) – 30 euros

ACTIVIDADES

Normal – 7 euros

Família (2 adultos e 2 crianças) – 25 euros

****

Mais sugestões para fazer no Oeste com os miúdos:

****

Visitem também a nossa página de facebook e instagram

RECOMENDO TAMBÉM

2 Comentários

  • Reply Rita 22 Julho, 2015 at 11:40

    Bastante interessante e excelente partilha.
    Cumprimentos. Marketing Turismo

  • Deixe um comentário