DIÁRIO, Holanda

Meet the Blogger 2015: o encontro em Amesterdão

6 Outubro, 2015

Fui a Amesterdão de 2 a 4 de Outubro para um encontro europeu de bloggers. Foi algo que saiu completamente fora do meu padrão de viagens mas foi muito bom ter tempo só para mim, que é coisa mesmo rara!

meet the blogger plants

meet the blogger viajar em familia

Não foi a primeira vez que lá estive. Na verdade, a cidade dos bonitos canais, queijos, túlipas e bicicletas é um marco super importante nas nossas viagens em família porque foi a minha primeira viagem de avião enquanto mãe e também a primeira do Gonçalo, então com cinco meses.

E como a vida tem mesmo destas coincidências, as minhas outras três anteriores visitas a Amesterdão foram sempre nesta altura do ano, mais mês menos mês. Sempre com mau tempo, muito frio ou chuva, como em 2013 quando visitei o NEMO com o Francisco e o nosso chapéu ficou inutilizado em poucos minutos! Mas desta vez, a temperatura estava super agradável para Outubro e havia uma luminosidade fantástica, vibrante por todo o lado.

Mas a coisa que menos me soou a familiar foi mesmo a falta dos meus filhos. Já não me lembrava de como era viajar sem os miúdos sempre atrás!! Senti-me tão vazia…

Acreditem, dei por mim vá-ri-as vezes a olhar para o lado, com aquela sensação de que me faltava qualquer coisa, de que me tinha esquecido de algo!…Cheguei mesmo a parar de repente por alguns segundos e depois, num pensamento rápido, entender o que se passava…Sim, estava sozinha e por minha conta. Uau!!

E depois da estranheza inicial, chegou aquela sensação simples e básica de liberdade que nos permite gerir roteiros e horários à nossa vontade, conhecem?…Até consegui deixar-me perder numa livraria do aeroporto durante quase uma hora (foi até me lembrar que tinha apenas bagagem de mão e não podia levar metade dos livros e revistas que queria…), mas agora imaginem esta quantidade toda de minutos consecutivos sem constantes idas à casa de banho, fomes, sedes e amuos alheios para resolver…Pois é acontecimento, só vos digo!

E seria algo totalmente impossível se tivesse os miúdos comigo. No entanto, esta terá sido mesmo a minha maior loucura – uau!! – da estadia em Amesterdão já que tinha um horário super preenchido de palestras para cumprir no Meet the Blogger, o tal encontro de bloggers.

meet the blogger beautifull mess

meet the blogger 2015 inspiration

Também é verdade que não levei a máquina fotográfica e o computador, o que não é mesmo nada usual nas minhas viagens. E apesar de esta ser uma deslocação em trabalho, eram só dois dias, por isso decidi viajar mais leve e respeitar a minha natureza super prática levando apenas as coisas essenciais em bagagem de mão. Foi a melhor decisão.

De qualquer forma, não tive tempo para escrever e o telemóvel foi mais que suficiente para me manter conectada com o mundo e excelente a captar os momentos mais significativos deste evento que é um ponto de encontro e partilha na Europa entre pessoas que gerem blogs, essencialmente na área do lifestyle.

E ainda mais outra curiosidade sobre esta minha viagem ao Meet the Bloggers 2015.  Acho que foi a primeira vez na vida que me senti assim como uma super mega star! Sabem aquelas entrevistas que normalmente os artistas ou figuras públicas dão e se queixam que viajam bastante que já estiveram em muitas cidades do mundo mas que não conhecem quase nada desses lugares…Pois, sim! É o que penso sempre. Não pode ser tanto assim, certo?…De certeza que terão tempo para um passeio ou outro, uma visita, uma saída aqui ou ali por mais curta que seja…

meet the blogger 2015

meet the blogger 2015 joana viajar em familia

Agora tenho de me redimir às evidências: é bem possível de acontecer! Porque foi exactamente isso que se passou comigo desta vez. Aterrei sexta à noite em Amesterdão e regressei domingo à noite a Lisboa. Não visitei nada, não saí para lado nenhum. Os únicos percursos que fiz foi: aeroporto/ comboio/ hotel/ comboio/ aeroporto. A única fotografia que tenho da cidade é em frente à estação dos comboios!

Esperem: há a excepção da pequena caminhada domingo à tarde, incluída no programa do evento – Instawalk. Sabem o que é? Eu conhecia o conceito mas nunca tinha participado numa. É então mais uma recente inovação na área do turismo que leva um pequeno grupo de pessoas a passear por lugares e rotas menos conhecidas de uma cidade, ao mesmo tempo que vão partilhando e aprendendo dicas de fotografia digital móvel – Instagram – com um profissional da área.

A ideia é bastante boa, gostei. E pronto, o passeio foi interessante e nesse espaço de pouco mais de uma hora pelo bairro pacato onde ficava o hotel, Oost, sempre deu para diversificar um pouquito a paisagem dos meus últimos dois dias!

meet the blogger 2015 instawalk

meet the blogger 2015 instawalk park

Esta viagem foi a minha estreia num evento de bloggers internacional. Levava o coração repleto de gratidão, pela oportunidade de poder estar presente num eventos destes e muitas interrogações, outras tantas expectativas. Será que me vou encaixar?… Será que vou conseguir retirar ensinamentos importantes para o meu percurso?…Será que o inglês utilizado é acessível?…Enfim, afinal tenho apenas um pequeno blog de viagens em família escrito em português de Portugal.

Só inseguranças sem razão. Porque assim que cheguei tudo isso se dissipou. A sério. Não conhecia ninguém (apenas os nomes de algumas grandes bloggers que sigo) mas o ambiente era tão confortável, mesmo, que fiquei logo completamente à vontade. Existiam muitas mais raparigas sozinhas como eu e a conversa não tardou a fluir. E para que conste, nem o inglês nem o tamanho do meu blog foi impedimento para nada.

meet the blogger 2015 blog viajar me familia

meet the blogger 2015 viajar em familia

E nem sei bem porquê, mas lembrei-me imediatamente das minhas primeiras férias sem pais em Cambridge, Inglaterra (aos 15 anos) – uau!! – eu sei, eu sei… já lá vão uns bons anitos!

Mas desde essa altura que reconheço que o mais importante destes encontros internacionais, onde há representantes de muitos países diferentes, são sempre as pessoas. As amizades interculturais que se fazem, as coisas que se aprendem com quem se acabou de conhecer há cinco minutos (mas de quem parece sermos amigas desde sempre).

Pode até parecer insignificante enquanto lá estamos, mas é uma lição preciosa para a vida. Afinal percebemos que é tudo tão simples. Que apesar das diferenças culturais somos todos tão humanamente parecidos. E o espírito de grupo que se consegue normalmente nestes eventos é muito gratificante porque sentimos que estamos a lidar com pessoas com iguais interesses, frustações, formas de encarar e resolver as dificuldades ou até de comemorar as mais pequenas conquistas!

E depois, claro, a rede de partilha que se consegue. Afinal lá erámos todas bloggers e a palavra partilhar faz naturalmente parte da nossa essência, do nosso quotidiano. Estamos todas para o mesmo. E isso é muito bom de se sentir.

Depois, além desta parte humana tão rica, acho que o evento teve uma organização excelente.

O hotel, onde decorreram as sessões durante o sábado e domingo era extraordinário. Edifício de arquitectura moderna, com muitos vidros e luz natural (gosto tanto tanto!!). De nome Hotel Casa 400, está numa parte sossegada da cidade de Amesterdão – Oost. Ainda perguntei o porquê do nome, Casa, mas ninguém me soube responder, apenas sabiam que era espanhol. E ficámos por aí.

A decoração, ou melhor o cuidado primoroso nos detalhes surpreendeu-me. Haviam balões gigantes, apenas três. Redondos e laranjas. E um outro dourado com o número cinco – o mesmo número de edições do Meet the Bloggers. Pequenos frascos transparentes com flores em cima das mesas de refeição. Grandes vasos de plantas por todo o lado, até em cima das bancadas nas casas de banho. Livros de colorir, bombons e puffs espalhados. O ambiente era sem dúvida de festa e comemoração.

meet the blogger 2015 decoração

meet the blogger 2015 hotel casa 400

Outros tópicos que já conhecia das culturas do Norte da Europa (e diria, quase surreais de acontecerem em Portugal) vão também ficar na minha memória.

A informalidade – A descontracção com que as quase 200 bloggers se apresentavam. Grande parte delas de sapatilhas, roupas leves, cores discretas, cabelos presos ou soltos mas muito naturais. Não vi saltos altos, unhas encarnadas, cabelos estruturados, acessórios estravagantes. Vi simplicidade. Pessoas sentadas no chão. Muitos sorrisos.

A comida – No Sul da Europa, fazemos uma grande pausa para almoçar e jantar. Tradicionalmente comemos uma enorme variedade de comida quente, de faca e garfo a essas refeições principais. Num restaurante, ou em dias de festa entre amigos, não faltam opções de entradas, prato principal e sobremesa. E fazemos isso durante uma hora ou mais. Pois por lá não é nada assim. A comida e o cuidado na apresentação estavam irrepreensíveis mas aquilo que me pareceu ser uma mesa de entradas era a refeição, a própria e singela! Quase tudo opções frias mas bastante saudáveis. Que até se podiam comer à mão, com o prato em cima do colo como vi diversas vezes. Haviam poucas bebidas alcoólicas ou refrigerantes gaseificados, muito mais sumos naturais – deliciosos por sinal! E, claro, o café era disponibilizado em máquinas self-service, não era curto mas muito bom. E estava sempre lá, disponível em todos os intervalos entre sessões. Gosto bastante daquele hábito de andar sempre de chávena na mão, por isso foi fantástico!

meet the blogger 2015 almoço local

meet the blogger 2015 lunch

A mobilidade – Conheci raparigas da Noruega, Alemanha, Bélgica, Itália, Estados Unidos, Grécia, Lituânia, Aústria…Ninguém de Portugal (apenas o fotógrafo tinha ascendência portuguesa – e só por curiosidade, era um dos pouquíssimos homens presentes). Ajudei uma dessas raparigas a equilibrar três sacos e uma caixa numa bicicleta, foi assim que voltou para casa. E ouvi outra, da Alemanha, a dizer que tinha ali o carro, ía demorar apenas duas horas a chegar a casa. As belgas foram de comboio. É o que acontece quando se está no centro da Europa.

Os horários – Foram sempre impecavelmente cumpridos! Estava marcado para as 10h, começava às 10h. Estava planeado acabar às 17h, acabava no máximo às 17h05 e pediam desculpa pelo transtorno causado.

Durante os dois dias do evento, existiu então muito convívio informal entre os participantes mas também sessões/palestras com hora marcada e convidados especialistas em diversas áreas desde fotografia, redes sociais, artes gráficas, gestão pessoal. Umas muito práticas outras mais de inspiração. E o engraçado é que os palestrantes de uma sessão, ficávam por ali, íam para a assistência na sessão seguinte, ao lado das restantes participantes e muitas vezes até faziam perguntas sobre um assunto que não dominavam.

É pois muito bom conhecer o rosto, a pessoa, por detrás de um projecto online e é incrível perceber que estas grandes e reconhecidas autoridades numa determinada área sabem muito de um assunto mas há outras áreas em que são completamente iguais a cada um de nós. E é por isso que estes encontros são tão importantes. Para nos conhecermos, mas também para percebermos que todos temos fragilidades. Todos temos dias aborrecidos ou fases inquietantes na vida. E isso só faz de nós pessoas.

Às vezes acordo cheia de dúvidas. Sei o que quero, onde pretendo chegar mas falha-me a confiança na certeza das decisões, a força perante tantas adversidades…E este evento foi essencial para me acalentar os sonhos, afugentar as vergonhas, desinibir o orgulho e reforçar até a força, a coragem. Foi muito bom ouvir de grandes especialistas de várias áreas da comunicação que ninguém é perfeito.

Já sabia, claro. Mas foi bom ouvir mais uma vez. E também que cada projecto é único e especial, desde que feito com paixão e verdade. Até porque isso é o mais importante e com o tempo nota-se. Isso da paixão e da verdade. Os números são apenas números e valem o que valem.

Fiquei contente. Afinal as minhas dúvidas e dificuldades são normais. Conseguir manter um blog é muito solitário e mal compreendido. Quem está deste lado sabe isso muito bem. Mas ainda há muitas pessoas fora deste mundo que não reconhece o trabalho das bloggers como algo que pode ser muito válido e sério. Na verdade como um trabalho, que dá muito trabalho!!

É pois bom saber que as marcas e os editores dos media mais tradicionais começam a entender o enorme potencial deste canal de comunicação e as bloggers já estão a ser justamente recompensadas, para também assim conseguirem continuar a produzir conteúdos interessantes e gratuitos aos seus leitores.

Afinal todas, em qualquer país que seja, passaram pelo mesmo processo que eu (outras ainda nem sequer lá chegaram). E fiquei feliz por saber que há muitas perspectivas de crescimento ou diversificação no mercado para quem quer fazer evoluir um blog.

Uma das convidadas disse-me que o que estou a fazer é único e faz todo o sentido (já tinha ouvido antes, mas vindo dela soube mesmo a magia). Fez-me sentir que o que já consegui alcançar é notável. Que a paixão, autenticidade e extrema dedicação que coloco neste projecto serão sempre as vantagens mais valiosas de que disponho para apresentar algo diferente e realmente especial aos meus leitores.

meet the blogger 2015 candies

meet the blogger 2015 bar

Portanto, sim, tudo demora o seu tempo a produzir efeito. Sim, nem sempre sei como fazer as coisas mas depois de errar faço melhor, é assim que se aprende. Sim, é bom estar rodeada de pessoas que me compreendem e ter o seu apoio incondicional. E sim, tenho apenas um pequeno blog de viagens em família escrito em português de Portugal mas talvez seja isso mesmo que o distingue dos restantes.

Aprendi a valorizar (um bocadinho) mais este meu querido projecto que trata de partilhar as minhas experiências de viagem em família, sempre com a intenção de dar dicas concretas e incentivar outras famílias a viajarem mais e melhor através dos meus exemplos reais. E um dia, quem sabe, um dia, permitir que esta gigante vontade possa transformar o sonho em algo maior, abrangente e profissional.

E só por isto, esta minha viagem flash a Amesterdão já teria valido a pena! Mas além de um evento cheio de casos reais e inspiração suplementar que me conseguiu fortalecer, encher de novas ideias e contactos também me forneceu alguns dos mais recentes e práticos conhecimentos, nas várias sessões de redes sociais a que assisti, por exemplo “os 10 erros das bloggers no Pinterest” que a pedido de muitas famílias…vou partilhar mais tarde. Yes!

meet the blogger 2015 pinterest

meet the blogger viajar me familia

Tenho ainda muuuitas fotografias do Meet the Blogger 2015 para vos mostrar, mas estou a preparar qualquer coisa de diferente desta vez – um post só com as imagens que recolhi no encontro, por isso fica também para depois.

Por agora só podia mesmo terminar com a expressão que melhor define como eu própria me senti quando saí deste evento – UAU!!

 

RECOMENDO TAMBÉM

2 Comentários

  • Reply Cláudia Ganhão 7 Outubro, 2015 at 21:30

    Joana, obrigada pela partilha!
    Já sabia que o evento seria muito bom, mas depois de te ler fiquei com mais um bocadinho de “inveja” (mas da boa)!
    É bom saber que começam a dar mais valor ao nosso trabalho e que algumas de nós até possam mesmo passar a ter só este “trabalho”, pois alimentar um blog de qualidade não é tarefa fácil e exige muito da blogger.
    Ansiosa por ler mais e mais sobre este evento e quem sabe para o ano iremos juntas! 😉
    Bjs

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 9 Outubro, 2015 at 9:44

      Olá Cláudia
      Pois, o evento foi muito inspirador. É tão bom estarmos num meio onde todos nos entendem e ajudam… 🙂
      Fica combinado para o ano! 😉
      Beijinho

    Deixe um comentário