DICAS DE VIAGEM

Levar os miúdos para todo o lado: sim ou não?

23 Maio, 2016

Sim, eu sempre partilhei da máxima de levar os miúdos para todo o lado. Sim, comigo eles realmente sempre foram a todo o lado: cafés, restaurantes, concertos, exposições, museus, lojas, hotéis… e nunca me arrependi de ter feito essa escolha.

Se achava que não era para eles, não ía. Mas apenas para própria protecção deles (barulho demasiado alto, ambientes poluídos ou perigosos…) e não por considerar que não se íam comportar bem ou que não íam gostar. Porque eu sempre os quis comigo nas descobertas, nas experiências, nos passeios que queria fazer.

“Comigo os miúdos vão sempre atrás!” é assim que me revejo durante todos estes anos de viagens em família. Agora, com eles adolescentes, começo a sentir o oposto: são eles que já não querem sair com a mãe com a frequência que eu gostaria! Mas tenho de aceitar, faz parte do crescimento.  🙂

E por isso aconselho sempre os pais – viajem com os filhos, enquanto podem. Tentem não perder oportunidades porque são irrepetíveis como sabem.

De cada vez que oiço alguém dizer “eu nunca levaria os meus filhos para aí” fico na dúvida. Este “não levaria” será porque aquela pessoa acha que não tem coragem, energia, vontade, paciência suficientes para ir (eventualmente até tem e não sabe)…ou simplesmente porque não considera que seja um lugar aceitável para levar os miúdos (por padrões sociais estabelecidos)?

Para mim, faz todo o sentido diversificar vivências e histórias: já dormi num comboio internacional, numa universidade, num moinho, num hostel-barco.

Percorri várias cidades europeias e outras tantas cidades brasileiras. Vim de carro desde a Suécia e até atravessei o Canal da Mancha de ferry, sempre com os meus filhos. E claro, sempre nos divertimos à grande!

levar os miúdos

O Gonçalo e o Francisco em França

E apesar de ouvir frequentemente elogios pela forma leve como encaro este assunto de querer sempre levar os miúdos comigo, às vezes tenho de parar para reflectir um pouco. Porque a larga maioria daqueles que solta comentários positivos, não se consegue colocar na minha posição.

Sim, sinto o entusiasmo genuíno pelos meus feitos, mas também sinto que nunca os tentariam replicar. Acho que preferem aplaudir, continuando a assistir de longe, sem colocarem a hipótese de eles próprios poderem também viver estes momentos ou aventuras tão diferentes.

Ontem em conversa com uma amiga, que me contava os planos dela para as próximas férias em família – no mesmo destino, na mesma localização geográfica, no mesmo tipo de alojamento de sempre – voltei a este assunto que já tantas vezes me ocorreu.

E acordei com uma pergunta na cabeça. Gostava de a lançar aqui para saber a vossa opinião. Então, cá vai (retirando os casos óbvios de países em guerra, bares nocturnos e afins), digam-me, as famílias devem apenas escolher os típicos lugares construídos para o lazer familiar (resorts, parques de diversões…)?

Acham que há lugares próprios e menos próprios para levar os miúdos?
  • Nas férias, nas visitas ou nos passeios em família há lugares para onde nunca levariam os vossos filhos?
  • Se sim, porquê?

Vamos lá conversar um bocadinho sobre isto. Gostava mesmo de saber a vossa opinião sincera.

E talvez depois até quem sabe, conseguir eleger os melhores lugares para as viagens em família! 🙂

****

Estamos no facebook e instagram

RECOMENDO TAMBÉM

14 Comentários

  • Reply São 23 Maio, 2016 at 11:07

    “Aqui” aprecio muito mas falta mesmo a tal da coragem porque estou sempre sozinha com 2 crianças. ..

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 23 Maio, 2016 at 11:29

      Olá São! Como digo, sempre…é tudo mais fácil do que parece. A sério! Acredite nisso, pois a recompensa vale bem o esforço. Eu também sempre saí muitas vezes sozinha com os miúdos. Sabe que vim da Suécia sozinha de carro com eles e ainda fomos a Londres e só depois voltámos a Portugal? Foi muito cansativo para mim? Foi! Mas também foi muito bom. 🙂 A minha dica é para que comece por passeios mais curtos e perto de casa. Que idade têm os seus filhos?

  • Reply Ana Lopes 23 Maio, 2016 at 17:42

    Olá, eu tenho um pequeno com 13 meses, por isso não posso dizer que tenho imensa experiência no assunto. Antes dele nascer, fui a muitos sítios e de formas muito diversas… 3 semanas na Austrália a andar de comboio, carro, avião ou barco, 10 dias de camping safari em África ou 3 semanas na China em viagem 100% organizada por mim e pelo meu marido. E também gosto de escapadinhas cá dentro, seja para acampar ou para um hotel simpático (embora menos, senão o orçamento não dá para tudo). Desde que ele nasceu, já fomos acampar com ele para o Alentejo, quando ele tinha 5 meses (fui apelidada de corajosa ahahah) e fui a Barcelona quando ele tinha 6 meses, fiquei num apartamento que aluguei no AirBNB. Correu muito bem, sem problemas. Agora ando a tentar organizar ir à Eslovénia e andar por vários sítios. Acho que há sitios aos quais não o levaria tão pequeno, por medo de doenças ou assistência médica, como sejam, África, certos países do Sudeste Asiático… talvez quando ele for mais velho. Tenho tentado combater a ideia que existe que temos de ir para o Algarve durante 2 semanas quando temos filhos. Até porque nem eu gosto de as fazer 🙂 Tento pensar que desde que estejamos com ele, tudo vai correr bem. E descomplicar, descomplicar muito. Mas tenho os meus receios, claro. Que vou combatendo também com a partilha de artigos como este.

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 24 Maio, 2016 at 12:03

      Obrigada pela partilha, gostei muito de conhecer as vossas aventuras. E sim, às vezes somos apelidadas de ‘corajosas’ só porque ´ousamos´ fazer mais do que “ir para o Algarve durante 2 semanas quando temos filhos” 🙂 … Continuação de muitas e boas viagens!

  • Reply Margarida Lozano 26 Maio, 2016 at 13:27

    Olá querida Joana,

    Eu não tenho filhos ainda, contudo quando os ter também seguirei as tuas pisadas. São momentos que também nos fazem ficar muito próximo deles, e desde muito cedo são incutidos a abrir os horizontes. Também os meus pais incutiram isso a mim, e desde então nunca mais parei.
    Tenho visto muitos casais a viajar com filhos desde os seus meses, felizmente não é visto como impeditivo.
    Gosto muito do teu blog, um beijinho.
    PS-vemo-nos do Bloggers Camp?

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 26 Maio, 2016 at 22:12

      Querida Margarida, muito obrigada pelas tuas palavras. Fiquei comovida. Sim, vamos nos ver. Beijinho

  • Reply Adriano Campagnoli 28 Junho, 2016 at 3:11

    Olá Joana!!! Adorei seu blog do Viajar em Família. Vi ao longo destas semanas a respeito de viajar com as crianças (miúdos em Portugal, sou brasileiro) e confesso que, no início, tinha muito medo de viajar com eles. Porém com planejamento mínimo e incluindo-os com programas atrativos para eles, a viagme rende muito e fica agradável pra todos. No início eramos somente eu, Michelle (esposa) e Maria Carolina (hoje com 8 anos). Agora temos tb o Pedro com 3 anos para nos acompanhar. Fizemos viagens pelo Brasil e para outros países (inclusive Suécia como vc). Hoje, não consigo me imaginar sem leva-los. Com certeza é uma das experiências mais gostosas da vida e descobrir novos lugares em família. Cansativo, sim. Mas é simplesmente impagável. Hoje Maria sempre pergunta onde serão as próximas viagens. Em agosto estremos por Portugal por 10 noites. Vi vários dos seus posts, e estou a viajar do Porto até Lisboa com alguns ditos bate-voltas. Mais recomendações? Obrigado

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 29 Junho, 2016 at 15:38

      Olá Adriano, obrigada pelas simpáticas palavras. E fico muito feliz que chegou à conclusão que viajar com crianças é “simplesmente impagável” 🙂

      De Porto até Lisboa acho que deve passar por Aveiro, Figueira da Foz e a Região Oeste (é a que conheço melhor e tenho vários posts lá no blog sobre lugares imperdíveis a visitar).

      As distâncias são curtas e as estradas são sempre boas. Se precisar de mais informações específicas é só perguntar!

  • Reply Vanessa Farinha 3 Setembro, 2016 at 12:29

    Por aqui 3 crianças (6anos, 4anos e 1ano) duas idas ao México (resort) alguns passeios por cá e sempre com eles… tou arrependida de não o ter começado a fazer mais cedo) …mas neste momento e por conhecer o casar e as crianças acompanho um blog de um casal em passeio pela América do Sul. O verbo ir… no face e instagram… 4 meses de passeios com as crianças! Confesso que tenho um pouco de inveja … a cada publicação tenho mais vontade de fazer igual!

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 5 Setembro, 2016 at 10:54

      Olá Vanessa, muito obrigada pela visita por aqui. Quando se começa a incluir os miúdos nos passeios e se percebe que afinal pode ser tão fácil e divertido para todos depois é difícil deixar de o fazer, não é?

      Sim, também acompanho O Verbo Ir e também acho que é uma excelente inspiração! 😉

      Continuação de boas descobertas pelo mundo!

  • Reply Rute 6 Setembro, 2016 at 18:36

    Olá, revejo-me noque aqui está escrito. A minha filha, actualmente com 10 anos acompanha em tudo, idas à concertos, petiscos, dias de piscina ou praia com amigos, seja o que fôr ela vai! Sim, fui eu que a habituei assim e não me arrependo mesmo nada. Ainda a semana passada houve festa na cidade, o último festival de verão, festival F em Faro e eu nada comentei acerca disto, contudo a “piolhita” às tantas diz: ” então, não vamos curtir os concertos?” Bem… lá me despacho e fomos! A minha filha é a melhor companhia para o quer que seja.
    Quando é para nós divertirmos que os nossos filhos estejam presentes!!!

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 7 Setembro, 2016 at 17:01

      Obrigada pela visita e pela partilha Rute! Gostei muito de saber que também é uma mãe do tipo “quando é para nos divertirmos que os nossos filhos estejam presentes” 🙂

  • Reply Daniela 14 Maio, 2017 at 17:51

    Olá! Tenho 3 filhos de 12, 8 e 3 anos. Sempre fizemos férias e vamos com eles para todo o lado. Quando a mais velha nasceu, com dois meses fomos para o Algarve. Chamaram-nos de loucos o que nos deu alento para no ano seguinte irmos para a Inglaterra e Escócia e andarmos por lá 15 dias de carro! As nossas férias ao longo dos últimos anos têm sido sempre assim: ir durante cerca de duas semanas para algum lugar, alugar um carro e dormir por onde nós marcamos. O problema que desde o ano passado se coloca é que é muito difícil arranjar quartos para 5 pessoas e os que encontramos são caríssimos…Tudo organizado por nós. Nunca fomos para nenhum Resort. Parece-nos dinheiro deitado fora… E acaba-se por conhecer o aeroporto , o hotel e pouco mais. Sei que a maior parte das pessoas não são como nós… já a nossa Lua de Mel não teve nada a ver com o convencional… Quanto aos miúdos, nunca nenhum deles me deixou envergonhada em lado nenhum. Agora os mais velhos reclamam um pouco, mas já andam todos entusiasmados para saber onde vamos este ano!

    • Viajar em Família
      Reply Viajar em Família 16 Maio, 2017 at 8:21

      Daniela, fico sempre muito emocionada quando percebo que não estou sozinha nesta “loucura”. Que relato maravilhoso! E sim, arranjar quartos com capacidade para 5 pessoas nem sempre é fácil. Sugiro que procurem apartamentos. Continuação de muitas e óptimas viagens!

    Deixe um comentário